19/04/2010 às 09h01min - Atualizada em 19/04/2010 às 09h01min

Metade do tráfego aéreo pode voltar ao normal nesta segunda, diz UE

Previsão do tempo diz que céus estão se livrando da nuvem de cinzas. Alguns aeroportos na França e Alemanha foram reabertos neste domingo.

Foto: Michel Euler/AP
 Metade do tráfego aéreo europeu pode retornar à normalidade nesta segunda-feira (19), anunciou neste domingo (18) a União Europeia. O bloco espera que se confirme a previsão do tempo de que os céus em mais da metade do continente estão se livrando das cinzas vulcânicas que provocaram o caos na avião comercial na região.

Neste domingo, alguns aeroportos no sul da França e na Alemanha foram reabertos. Na Espanha, os aeroportos haviam sido fechados no início do dia mas foram posteriormente reabertos.
 Diego Lopez Garrido, secretário de Estado para Assuntos da União Europeia para a Espanha, país que detém a presidência rotativa da União Europeia, afirmou que "agora é necessário adotar uma abordagem conjunta europeia" em relação à abertura e ao fechamento de aeroportos, no lugar de decisões individuais.

"Provavelmente amanhã metade do território da União Europeia será ativado. Isso significa que metade dos voos vão operar" afirmou Lopez Garrido sobre as condições previstas para esta segunda-feira.
 O fechamento do espaço aéreo europeu, resultado da erupção de um vulcão islandês na última quarta-feira, pode ter provocado o cancelamento de mais de 63 mil voos até este domingo, segundo a Agência Europeia para a Segurança na Navegação Aérea (Eurocontrol). Só neste domingo, a previsão é que mais de 20 mil voos sejam cancelados, de um total de 24 mil previstos. . O prejuízo diário é de pelo menos US$ 200 milhões para o setor de aviação, segundo cálculo da Associação Internacional de Transporte Aéreo.

A erupção do vulcão Eyjafjallajoekull, na Islândia, lançou no ar uma nuvem composta por partículas de vidro, areia e rocha. Especialistas acreditam que as cinzas expelidas pelo vulcão podem danificar seriamente os aviões, entupindo as turbinas e fazendo com que os motores parem de funcionar em pleno ar.

Fonte: Do G1, com informações da Agência Estado

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »