13/04/2010 às 09h42min - Atualizada em 13/04/2010 às 09h42min

Após dois meses, Arruda é solto no DF

Por oito votos a cinco, STJ decidiu liberar ex-governador do Distrito Federal

Nesta segunda-feira, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou soltar o ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda.

Arruda e outros cinco aliados foram encarcerados sob o argumento de atrapalharem as investigações da Polícia Federal acerca do escândalo fraudulento que ficou conhecido como “mensalão do DEM”. Arruda foi solto por oito votos a cinco.

O principal argumento utilizado pelos ministros que votaram em favor da soltura de Arruda foi que, com o fim da Operação Caixa de Pandora, que investiga o esquema de distribuição de propina chefiada por Arruda, o ex-democrata não oferece mais riscos de exercer influência no inquérito.

De acordo com o relator do caso, ministro Fernando Gonçalves, “não mais existem razões para a prisão preventiva porque mesmo nas diligências complementares solicitadas pelos responsáveis pelas investigações são de caráter técnico”.

O repórter JP Anchieta Filho conversou com Ophir Cavalcante, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele comentou o argumento do STJ para liberar Arruda. Para ouvir, basta clicar no áudio acima.

Fonte: Jovem Pan.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »