07/04/2010 às 09h21min - Atualizada em 07/04/2010 às 09h21min

Eduardo Paes pede que população evite fazer deslocamentos longos

Prefeito do Rio concedeu entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (7)

Foto por Marcelo Sayão/Efe
O prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, concedeu, na manhã desta quarta-feira (7), uma entrevista coletiva na sede do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) em que falou sobre a situação da cidade. A entrevista foi transmitida ao vivo pela rádio CBN. Segundo ele, nesta quarta o estado da capital fluminense é muito melhor do que o enfrentado na terça-feira (6). Apesar disso, Paes pediu que a população evite deslocamentos longos. No início da terça-feira, o prefeito já havia feito um apelo para que as pessoas não saíssem de suas casas.
- Vamos ter ainda muitos transtornos no trânsito. A previsão de chuva para hoje não é nada parecida com a que tivemos ontem. A situação já é bem melhor que a encontrada nesta terça, mas ainda há vários pontos críticos na cidade. Equipes de todos os órgãos da prefeitura estão nas ruas para resolver os problemas mais graves.

Eduardo Paes se reuniu, no início desta manhã, com representantes de órgãos públicos responsáveis por concentrar informações sobre a situação da cidade em relação às chuvas. Já foram registradas no Estado 102 mortes, sendo 37 na capital.

Segundo o prefeito, algumas vias importantes da cidade, como as do entorno da lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul, devem ser evitadas, pois ainda estão alagadas. Outros pontos, como a avenida Niemeyer, que liga o Leblon a São Conrado, também na zona sul, e a estrada Grajaú-Jacarepaguá, que liga a zona norte à zona oeste, continuam interditadas por conta de deslizamentos de terra e não têm previsão de liberação.

O prefeito também afirmou que uma de suas principais preocupações é com a população da Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade, que tem várias ruas e avenidas interditadas, dificultando a movimentação da população.
- Ontem [terça-feira] tivemos um feriado informal. Hoje [quarta-feira] a situação é bem melhor, mas quem puder remarcar compromissos e evitar passar por áreas de risco e alagadas deve fazê-lo.

Barcas, trens e metrô funcionam normalmente nesta manhã. Por volta das 6h40, não havia informações sobre atrasos ou tumultos. O Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim opera somente por instrumentos e o Santos Dumont, no Centro, opera apenas por instrumentos para decolagens e está fechado para pousos.

Quem saiu de carro para tentar ir ao trabalho, encontra o trânsito complicado na maior parte da cidade. Há muita lama e lixo nas ruas e o trânsito segue lento nos principais acessos ao Centro, apesar do número reduzido de carros nas ruas.

Ainda chove na maior parte da capital e as redes estadual e municipal de ensino continuam com as aulas suspensas, assim como as universidades. Os bancos devem funcionar normalmente e vários órgãos também retomarão suas atividades normais, como o Detran.

Obras de contenção de encostas já foram iniciadas e, segundo o prefeito, as verbas já foram liberadas e empresas já estão sendo contratadas para realizar os trabalhos. Paes também reafirmou que continuarão os trabalhos de remoção das pessoas que moram em áreas onde há risco de deslizamentos.

A previsão é de chuva moderada durante todo o dia no Rio.

Fonte: R7

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »