06/04/2010 às 08h45min - Atualizada em 06/04/2010 às 08h45min

Paraná é o segundo colocado em número de mortes e de acidentes no feriado

Nas rodovias federais que cruzam o estado foram registradas 11 mortes em um total de 254 acidentes. Paraná só fica atrás de Minas Gerais nos rankings

O Paraná foi o segundo estado brasileiro onde a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou mais acidentes e mais mortes ao longo do feriado prolongado de Páscoa. Nas rodovias federais que cruzam o território paranaense, foram registradas 11 vítimas fatais, contra as 7 registradas na mesma época de 2009, quando o Paraná aparecia em quarto lugar ranking. As mortes nas rodovias federais do estado aconteceram em um total de 254 acidentes. No ano passado, o Paraná nem apareceu na lista dos cinco estados em que mais houve ocorrências.

Em todo o país, foram registrados 2.355 acidentes em rodovias federais, o que resultou na morte de 114 pessoas e em 1.431 feridos, segundo balanço da PRF. O número de mortes é 34% maior em relação ao feriado de Páscoa do ano passado, quando foram registradas 85 vítimas fatais em 1.873 ocorrências. Só nas rodovias paranaenses, o aumento no número de mortos foi de 17,6%. De acordo com a PRF, a imprudência dos motoristas e a ocorrência de chuvas em vários estados são os maiores responsáveis pelo aumento nas fatalidades.
A exemplo do ano passado, Minas Gerais continua no topo da lista dos acidentes e de mortes ocorridas nas rodovias federais que cortam aquele estado. Nas estradas federais mineiras foram registrados 502 acidentes e 27 vítimas fatais. Apenas cinco colisões frontais entre carros e caminhões sob chuva resultaram em 17 mortes. Outros estados que aparecem na lista com maior número de vítimas fatais são: Pernambuco (8), Goiás (7) e Rio Grande do Sul, Bahia e Ceará (6). Em relação aos acidentes registrados, depois do Paraná, aparecem na lista Santa Catarina (253), Rio Grande do Sul (193) e São Paulo (173).

Ao longo do feriado, foram realizados mais de 28 mil testes de embriaguez, que resultaram em 673 autuações e 337 prisões em flagrante.

Acidentes

Grande parte dos acidentes ocorre por causa da imprudência dos motoristas. Alguns exemplos aconteceram na região Noroeste do Paraná. Na BR-376, em Maringá, um homem de 49 anos morreu depois de bater o carro contra uma árvore na Avenida Colombo. A PRF apontou que o motorista estava em alta velocidade e costurando o trânsito, quando perdeu o controle do veículo.

Nas rodovias estaduais foram registradas mais mortes ocasionadas pelas irresponsabilidades dos motoristas. Na PR-463, em Colorado, Noroeste do estado, um jovem de 21 anos que não tinha habilitação bateu sua moto de frente com um automóvel e morreu no local. Na PR-458, entre Atalaia e Flórida, um homem e uma criança morreram depois que o carro em que estavam caiu em um riacho. O automóvel era conduzido por um motorista que também não tinha carteira.

Fonte: Gazeta do Povo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »