30/03/2010 às 10h09min - Atualizada em 30/03/2010 às 10h09min

Loco Abreu marca três, Marcelo Cordeiro faz gol de placa, e Botafogo se classifica

Alvinegro faz 4 a 1 e garante primeira colocação do Grupo B. Partida teve homenagens ao jornalista Armando Nogueira, que morreu nesta segunda

Sem muito esforço e sem correr riscos, o Botafogo goleou o Boavista por 4 a 1 na noite desta segunda-feira, em São Januário, e garantiu não apenas uma vaga na semifinal da Taça Rio, mas também o primeiro lugar do Grupo B com uma rodada de antecipação (assista aos gols da partida no vídeo ao lado). Conquistas alvinegras em uma noite de homenagens a Armando Nogueira, que faleceu pela manhã, no Rio de Janeiro - antes de a bola rolar, foi respeitado um minuto de silêncio ao Ilustre torcedor botafoguense, que certamente não esconderia o orgulho com o gol de placa feito pelo lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro, que o dedicou ao jornalista. Loco Abreu marcou os outros três gols do Glorioso, e Tony descontou para o time da Região dos Lagos.
 
Com o resultado, o Alvinegro chegou a 16 pontos, quatro a mais que o Vasco, segundo colocado, e não pode mais ser alcançado - a equipe de São Januário disputa com o América, que soma 11, a última vaga da chave. A equipe alviverde segue com nove pontos, em quinto lugar no Grupo A, e já está eliminada. Apenas 797 torcedores pagaram ingresso para assistir ao duelo desta segunda.
 
No próximo domingo, às 16h (de Brasília), na última rodada do segundo turno do Campeonato Carioca, o Botafogo enfrenta o Bangu no Engenhão, enquanto o Boavista enfrenta o Tigres, que tenta o último suspiro na luta para continuar na Primeira Divisão, no estádio Los Larios.

Gol aos oito minutos salva primeiro tempo morno

O Botafogo começou a partida tomando a iniciativa das ações e, mesmo sem se esforçar muito, conseguiu abrir o placar logo no início do jogo, em uma cochilada da zaga do Boavista. Aos oito minutos, Marcelo Cordeiro cruzou da esquerda, e a bola sobrou para Somália fora da área. O volante, improvisado na lateral direita, arriscou o chute mas pegou mal. A bola foi na direção de Loco Abreu, que, livre de marcação e cara a cara com o goleiro, empurrou com tranquilidade para o fundo do gol: 1 a 0.

A primeira boa trama ofensiva do Boavista foi construída aos 16 minutos. Ruy lançou Marlon dentro da área, e o atacante finalizou forte, mas a bola subiu demais. Com dificuldades para penetrar na defesa do Alvinegro, o time da Região dos Lagos passou a apostar nos chutes de fora da área. Em um deles, aos 20, Léo Faria mandou uma bomba, mas Jefferson defendeu sem dar rebote.
 
O jogo seguiu morno, mas um lance reacendeu a pequena torcida alvinegra em São Januário. Aos 31 minutos, após contra-ataque, Sandro Silva cruzou da direita, e o goleiro Vinícius não segurou. A bola sobrou para Herrera, que limpou a jogada e chutou. Tony se esticou e tirou em cima da linha.

Para desespero do técnico Joel Santana, o Botafogo voltou a perder mais uma ótima chance. Aos 46, Loco Abreu, de dentro da área, cruzou para Marcelo Cordeiro. O lateral-esquerdo chutou cruzado, e a bola voltou para os pés do atacante uruguaio, que finalizou para a defesa de Vinicius, que espalmou a escanteio.
 
Marcelo Cordeiro faz golaço por cobertura

O Glorioso voltou do vestiário com uma formação mais ofensiva, com Caio no lugar de Sandro Silva. Somália, que teve um problema intestinal, também saiu. Alessandro entrou em seu lugar. Assim como no primeiro tempo, o time da capital conseguiu marcar logo no início. E desta vez foi um golaço. Aos oito minutos, Herrera roubou a bola e tocou para Loco Abreu. O camisa 13 deu belo passe para Marcelo Cordeiro, que entrou na área e deu um leve toque por cima do goleiro: 2 a 0. A pintura foi dedicada ao mestre Armando Nogueira.

Aos 12 minutos, Fahel desviou uma bola levantada na área do Boavista e assustou o adversário. A equipe alvinegra fez o terceiro aos 17 minutos, mas o árbitro anulou erradamente. Caio cruzou da direita para Marcelo Cordeiro, que emendou um belo chute, defendido pelo goleiro Vinícius. No rebote, Loco Abreu completou para as redes, mas foi marcado impedimento do camisa 13. O lateral-direito Ruy, no entanto, dava condição ao atacante.
Mas o artilheiro botafoguense não se abalou. Aos 34, Leandro Guerreiro fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro para o meio da área. O uruguaio deu um carrinho e empurrou a bola para a rede: 3 a 0. E ainda havia mais tempo para ele marcar. Aos 43, Caio foi derrubado na área, e o árbitro marcou corretamente o pênalti. El Loco bateu forte, no canto esquerdo do goleiro, e colocou 4 a 0 no placar. Foi o nono do camisa 13 no Campeonato Carioca, se igualando a Dodô, do Vasco, e ficando atrás da dupla do Flamengo Adriano (11) e Vagner Love (12).
 
Aos 46, em um descuido do Bota, o atacante Tony recebeu dentro área, acertou um belo chute no ângulo direito de Jefferson e dimunuiu: 4 a 1. Não mudou absolutamente nada.

Fonte: globoesporte.com


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »