18/03/2010 às 10h20min - Atualizada em 18/03/2010 às 10h20min

Paraná gera em fevereiro cinco vezes mais empregos: 13,7 mil vagas formais

Dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego nesta quarta-feira (17) mostram que o Paraná teve um saldo em fevereiro de 13.710 mil empregos com carteira assinada. O resultado é mais de cinco vezes maior que o do mesmo mês do ano passado (2,5 mil empregos) e equivalente a fevereiro de 2008, mês em que Paraná bateu um recorde de 12 anos. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e apontam que a maioria dos novos empregos foi registrada no interior do Estado: 8.281.

Com os novos números, o secretário do Trabalho, Emprego e Promoção Social, Nelson Garcia, calcula que em 2010 o Paraná deve bater um novo recorde histórico na geração de empregos. “Somos um dos líderes nacionais na geração de emprego porque, entre outros fatores, as políticas públicas de redução de impostos, de implantação do maior salário mínimo regional do país e de apoio aos pequenos empreendimentos do governo estadual, fortalecem o conjunto da economia”, afirma.

A perspectiva de novo recorde anual se fortalece uma vez que no primeiro bimestre de 2010 já foram gerados no Estado 27.621 empregos, número maior do que o do mesmo período de 2004 e 2007 - anos em que o Estado atingiu os melhores taxas de abertura de vagas com carteira assinada. Com os novos números, desde 2003, início do Governo Requião, já são 673.757 novos empregos formais gerados no Paraná. Para se ter uma dimensão dos números, nos oito anos anterior, o saldo foi de 37.882 empregos.

Os dados mostam também que o Brasil teve saldo de 209,4 mil empregos em fevereiro, melhor resultado da série histórica de 22 anos. A expectativa do Ministério é que, até o fim do ano, sejam criadas 2 milhões de empregos no País.

SETORES - A maior parte das novas vagas no Paraná em fevereiro veio do setor de serviços (7.511 empregos), especialmente no subsetor de administração e imóveis (3.353 empregos), ensino (1.982) e transporte e comunicações (1.049)

O setor da indústria foi o segundo maior gerador de empregos no Paraná no mês, com 4.493 novas vagas. No setor destacam-se as indústrias de alimentos e bebidas, (1.496), borracha, fumo e couros, (697) e têxtil e vestuário (571).

Outro destaque foi o setor da construção civil, que teve saldo positivo de 1.733 empregos. Três setores apresentaram saldo negativo de empregos: o agropecuário (-861), a administração pública (-41) e a extrativa mineral (-21).

DADOS COMPARATIVOS

Geração de empregos no Paraná, por ano

1995: -25.327

1996: -32.805

1997: 7.463

1998: -35.657

1999: -16.549

2000: 28.143

2001: 53.857

2002: 58.857

Saldo do período: 37.882 empregos

2003: 62.370

2004: 122.648

2005: 72.374

2006: 86.396

2007: 122.361

2008: 110.903

2009: 69.084

2010: 27.621 (até fevereiro)

Saldo do período: 673.757 empregos

fonte: Agência Estadual de Notícias.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »