13/01/2010 às 11h02min - Atualizada em 13/01/2010 às 11h16min

Terremoto no Haiti tira a vida da Ilustre Humanista Zilda Arns.

Zilda Arns é fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa.

Terremoto mata Zilda Arns no Haiti


O gabinete do senador Flávio Arns (PSDB-PR) confirmou nesta quarta-feira que a tia dele Zilda Arns morreu em missão no Haiti, país que sofreu um forte terremoto nesta terça-feira.

Zilda Arns é fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa. A Pastoral da Criança é um órgão de Ação Social da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).

A morte de Zilda Arns foi confirmada também pela senadora Ideli Salvatti (PT-SC) ao UOL Notícias.

No terremoto, além de Arns, morreram pelo menos quatro militares brasileiros que servem na força de paz da ONU no país caribenho, informou o Exército nesta quarta-feira.

O Brasil tem 1.266 militares na Força de Paz da ONU, a Minustah, dos quais 250 são da engenharia do Exército. 

O general Carlos Alberto Neiva Barcellos, chefe do setor de comunicação social do Exército, disse a jornalistas que há grande número de militares brasileiros desaparecidos após o terremoto.

O Brasil, que lidera as tropas de paz da ONU no Haiti, participa da Minustah com 1.266 militares. O contingente total da missão é de 9.065 pessoas, sendo 7.031 militares, segundo dados de novembro.





Fonte: Do UOL Notícias*
          Em São Paulo


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »