15/11/2021 às 10h31min - Atualizada em 15/11/2021 às 10h31min

Biografia de Marília Mendonça: relembre a vida da cantora que marcou o sertanejo

Por Érika Freire - Por Érika Freire
https://www.letras.mus.br/blog/biografia-marilia-mendonca/

Ela foi uma das maiores representantes do sertanejo moderno. Marília Mendonça soube como ninguém traduzir os sentimentos em canções recheadas de muita sofrência. 

Antes de se tornar a queridinha do sertanejo, Marília compunha para outros cantores. Mas, com seu vozeirão impecável, o talento da cantora precisava expandir ainda mais e foi com o lançamento da música Infiel, em 2016, que tudo mudou.   
 

A canção se tornou o primeiro hit de Marília a conquistar destaque no cenário nacional, presente em seu primeiro DVD Marília Mendonça: Ao Vivo, lançado em 2016. 

A cada música nova, Marília Mendonça caminhava para se tornar o que foi, a Rainha da Sofrência. Como todo mundo em algum momento já sofreu por conta de um coração partido, Marília conquistou multidões que se identificam com suas composições. 

Relembre a vida e trajetória da cantora que deixou saudades.
 

Onde nasceu Marília Mendonça

Marília Dias Mendonça nasceu no município de Cristianópolis, no estado de Goiás, em 1995. Leonina do dia 22 de julho, Marília foi criada em Goiânia e teve uma infância muito simples ao lado da mãe, Ruth Dias. 

Ela surgiu como um sonho para a mãe. É que Ruth queria muito ser mãe e aos 26 anos parou de tomar anticoncepcional. Porém, a gravidez não aconteceu tão facilmente, mas Ruth não desistiu. 

Quando ficou grávida, teve uma pré-eclâmpsia e o parto foi de alto risco. Depois de tanta dificuldade, chegou a declarar que desejou tanto a filha, que Marília veio uma estrela. Mais tarde, Marília ganhou um irmão, o caçula João Gustavo.
 

Para que não faltasse comida na mesa, a mãe de Marília levava pra casa um saco de pão da padaria onde trabalhava. Chegou a vender móveis e só não vendeu a televisão porque Marília pediu: mãe, a TV não, vamos assistir o que?

Enquanto sua mãe trabalhava, Marília cuidava do irmão e desde cedo aprendeu a se virar com o que tinha. Quando não tinha luz, tinha vela, como ela mesmo chegou a contar em suas redes sociais ao lembrar da fase antes da fama. 

Assim foi sua infância e adolescência, com dificuldades, mas sem faltar alegria mesmo diante das adversidades.  

Primeiros passos na música

A família de Marília costumava frequentar a Igreja Evangélica e foi lá que o seu talento foi notado. Ela começou a compor aos 12 anos e também passou a tocar e cantar na igreja. Seu avô lhe pagava aulas de violão e, para ajudar a família, ela fazia algumas apresentações onde ganhava em torno de 50 reais por show.  

Ao lado da casa ficava o bar de sua mãe, local que teve um papel importante na trajetória musical de Marília. Para atrair os clientes, Ruth chamava a filha: pega aí o seu violão e vem cantar. 
 

Entre umas cervejas e outras, Marília cantava e de repente via em sua volta um montão de gente curtindo o som que fazia. 

Nesta época, Marília gostava de tocar pop rock e nem pensava na possibilidade de cantar música sertaneja. Uma espécie de olheiro local viu a apresentação de Marília e a convidou para tocar sertanejo em algumas casas noturnas.

Ela respondeu que não cantava sertanejo nem a pau por ser música de corno. O cara respondeu que no dia que ela levasse um chifre ia adorar sertanejo e não apenas cantaria, mas também iria compor letras. E olha só, não é que a previsão foi certeira? 

Parcerias e o primeiro DVD

Mas, antes de ganhar o coração dos brasileiros com a sua voz, Marília compôs algumas músicas para grandes nomes do sertanejo. Aos 12 anos, fez a sua primeira composição, Minha Herança, em parceria com a dupla João Neto & Frederico.

Depois vieram Muito Gelo, Pouco Whisky, conhecida na voz de Wesley Safadão. Para a dupla Henrique & Juliano, Marília fez três músicas: Até Você Voltar, Cuida Bem Dela e Flor e o Beija-Flor.
 

E não parou por aí: escreveu ainda É Com Ela Que Eu Estou, de Cristiano Araújo; Calma,  para Jorge & Mateus e Ser Humano ou um Anjo, de Matheus & Kauan.

A carreira de cantora teve início em 2014 com o seu primeiro EP. No ano seguinte, lançou em parceria com Henrique & Juliano a música Impasse.

Mas foi com o lançamento do seu primeiro DVD, Ao Vivo Em Goiânia, de 2016, que o nome de Marília Mendonça alcançou o Brasil inteiro.

As canções traziam o olhar feminino nas relações amorosas e ela entrou para o boom do chamado feminejo, ao lado de outras mulheres que deram cara ao movimento, como Maiara e Maraisa, Simone e Simaria e Naiara Azevedo. 

A consolidação como Rainha da Sofrência 

Com o lançamento do DVD Realidade, em 2017, o Brasil cantou com Marília Mendonça o hit Eu Sei de Cor. Gravado em Manaus, o trabalho consolidou o nome da cantora como a nova voz da música sertaneja e a partir daí, o sucesso foi estrondoso e Marília nunca mais saiu das paradas.
 

O DVD trouxe outras canções importantes da carreira da cantora, como De Quem É A Culpa?, Traição Não Tem Perdão Amante Não Tem Lar. E não parou por aí: a cantora foi indicada ao Grammy Latino de 2017 para concorrer como Melhor Álbum de Música Sertaneja.

Ainda em 2017, Marília foi considerada a artista brasileira mais ouvida no YouTube, conquistando o 13º lugar no ranking mundial.  

O terceiro DVD veio em 2019, intitulado Todos Os Cantos, e apresentou aos fãs hits como Todo Mundo Vai Sofrer, Supera, Ciumeira e Bem Pior Que Eu. Pelo trabalho, a cantora ganhou o prêmio de Melhor Álbum de Música Sertaneja no Grammy Latino.
 

Vida pessoal

O sucesso na parte profissional se estendeu à vida pessoal de Marília. Do relacionamento com o cantor e compositor Murilo Huff, nasceu Léo, em dezembro de 2019. O casal chegou a se separar em julho de 2020.

Antes, Marília namorou Henrique da dupla Henrique e Juliano e chegou a ficar noiva do empresário Yugnir Ângelo, em 2015.  
 

Quando as lives se tornaram parte da rotina dos brasileiros durante a pandemia, a cantora teve a live com maior audiência de 2020, com 3,31 milhões de visualizações simultâneas. A apresentação foi feita no dia 8 de abril na sala da própria cantora. 

Falecimento

A cantora que fez história na música sertaneja faleceu, aos 26 anos, num acidente em Minas Gerais. O avião em que ela estava decolou de Goiânia com destino a Caratinga, e a queda aconteceu em uma cachoeira da serra da região.

Marília estava a caminho de um show, para o qual 8 mil pessoas a aguardavam.

A trajetória de Marília Mendonça

Marília marcou o sertanejo com sua voz potente, grandes composições e uma presença carismática, com a qual seus fãs puderam criar identificação e afinidade. 


Link
Notícias Relacionadas »