06/05/2020 às 10h28min - Atualizada em 06/05/2020 às 10h28min

MP de Londrina denuncia 31 pessoas envolvidas em organização criminosa e um é de Uraí

CENTRAL NORTH
O Ministério Público do Paraná, por meio da 16ª Promotoria de Justiça de Londrina, ofereceu denúncia criminal contra 31 pessoas envolvidas com organização criminosa que atua em diversos estados a partir de presídios. Os réus foram investigados no âmbito da operação Irmandade, deflagrada em fevereiro em conjunto com a 4ª Companhia Independente de Polícia Militar e que culminou no cumprimento de 47 mandados de busca e apreensão e 29 de prisão preventiva em oito cidades (seis no Paraná, uma no Maranhão e a capital paulista).
 
Os réus são acusados de crimes como participação em organização criminosa, sequestro qualificado por grave sofrimento físico (em  razão de espancamento), tráfico de drogas, associação para o tráfico e falsificação de documento público. Dos 31 acusados, 25 já estão presos. Os objetos e documentos apreendidos na operação continuam em análise, podendo gerar novas denúncias. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.
 
No dia em que foi deflagrada a operação, foram cumpridas ordens judiciais em Londrina, Borrazópolis, Cambé, Faxinal, Piraquara, Rolândia, Sertanópolis, Uraí, São Paulo (SP) e Lago da Pedra (MA). As investigações apontaram que a organização agia inclusive em unidades prisionais da cidade, como Casa de Custódia, Penitenciária Estadual de Londrina I e II, Cadeia Pública Feminina e Centro de Reintegração Social de Londrina (Creslon
).

Link
Notícias Relacionadas »