03/11/2009 às 09h41min - Atualizada em 03/11/2009 às 09h41min

Chuva deixa abrigos lotados no Espírito Santo

Famílias prejudicadas receberam doações, mas falta comida. Chove há uma semana no estado e mais de 680 mil foram atingidos.

G1

Chove no Espírito Santo há uma semana. Vinte e nove municípios estão em situação de alerta. Em algumas cidades, só os telhados dos imóveis ficam de fora da água.

 

Ao todo, 15 famílias estão em um abrigo, no município da Serra. Todas contam com a solidariedade. Roupas e colchões já foram doados. Mas, às vezes, falta o principal. Algumas mães não têm o que dar de comer para os filhos. 
          

A dona de casa Patrícia de Jesus foi para o abrigo na semana passada, com um filho de um ano e outro de apenas um mês. A fome não deixou um dos meninos dormir na segunda-feira (2).

 

Na cidade de Vila Velha, sala de aula agora virou quarto de dormir. Um dos ocupantes é Mateus, que tem apenas cinco dias. Ele nasceu e foi direto para o abrigo.

Nas ruas da Grande Vitória, a água não baixa. Em uma casa, em Vila Velha, a família trabalhou a noite inteira, tentando salvar móveis e eletrodomésticos.

Desolada, uma mulher chorava a morte das duas filhas pequenas e do marido. Eles morreram soterrados quando um barranco deslizou, destruindo a casa da família. 

 

Na madrugada desta terça-feira (3), continuou chovendo na região. Isso aumenta a preocupação do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, pois o solo já está encharcado e pode haver mais deslizamentos de terra.

 

Mais de 680 mil pessoas foram atingidas pela chuva. O tenente-coronel Samuel Rodrigues, do Corpo de Bombeiros, disse que a situação é mais grave em Santa Leopoldina, que deve decretar calamidade pública. Outro cinco municípios já decretaram situação de emergência.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »