29/08/2019 às 09h43min - Atualizada em 29/08/2019 às 09h43min

Vigilante de escolta armada morre em assalto a ônibus na BR-116

Os veículos eram ocupados por passageiros que saíram de Pelotas, no Rio Grande do Sul, e seguiam para São Paulo quando foram abordados pelos bandidos

Ricmais


Um vigilante da escolta armada morreu durante um assalto na noite desta quarta-feira (28), em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. Mais de 60 passageiros ficaram na mira dos bandidos por uma hora.

Vigilante de escolta armada é baleado durante assalto

Os veículos eram ocupados por passageiros que saíram de Pelotas, no Rio Grande do Sul, e seguiam para São Paulo, onde fariam compras. O ônibus passava transitava pela BR-116 quando foi surpreendido pelos bandidos.
Um deles não resistiu aos ferimentos e morreu no trajeto até o hospital. O vigilante de escolta armada foi identificado como Paulo Coelho, de 30 anos. Era casado, pai de dois filhos e aguardava a chegada de outra criança nos próximos meses.Segundo as primeiras informações, um grupo de assaltantes, com quatro veículos e fortemente armados, bloquearam o ônibus na rodovia. Uma troca de tiros foi iniciada e dois vigilantes, que faziam a escolta armada da excursão, foram baleados.
O outro vigilante foi encaminhado para um hospital da região com ferimentos leves.

Bandidos fortemente armados provocam terror

Após a troca de tiros, os bandidos abandonaram um dos carros usados na ação. O automóvel era blindado com chapas de metal. “Tinha um veículo no sentido Curitiba, eles pararam, desembarcaram e ficaram no canteiro central esperando o ônibus passar. Assim que o ônibus passou, eles abordaram o veículo da escolta”, contou o PRF Diogo.
Para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os ladrões planejaram a ação e, pelo menos, oito pessoas renderam os passageiros na noite de ontem. No assalto, os bandidos usavam máscara, o que pode prejudicar o reconhecimento. Um cerco foi montado na região, mas até o final da madrugada ninguém tinha sido preso ou identificado.
Dinheiro e pertences pessoais dos passageiros foram levados pelos suspeitos. A Polícia Civil de Campina Grande do Sul deve investigar o caso.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »