01/09/2017 às 13h21min - Atualizada em 01/09/2017 às 13h21min

Jovens fazem a própria cova antes de morrer e assassinos gravam tudo no RS

Nenhum deles demonstra qualquer emoção no momento dos tiros e do fogo que foi ateado

Banda B

Imagens absolutamente degradantes e fortes mostram com detalhes uma dupla execução ocorrida na cidade de Gravataí, no Rio Grande do Sul.

A Polícia Civil está analisando dois vídeos que mostram os instantes anteriores e posteriores dos crimes a dois rapazes. Nas imagens as vítimas aparecem cavando a própria cova onde depois seriam alvejadas, carbonizadas e enterradas.

Estima-se que o local onde os agentes policiais encontraram os dois homens carbonizados nesta segunda seja um cemitério clandestino de pessoas executadas pelo crime organizado da região.

O local é um matagal localizado próximo à parada 130, da rodovia estadual RS-030, em Gravataí. A polícia esteve no local na parte da tarde, depois de ter acesso aos dois vídeos.

No primeiro vídeo um dos rapazes assassinados aparece com uma enxada na mão, dentro de um buraco que estava sendo aberto por ele. Ele retira a terra do buraco sob a mira de armas.

Outro homem, de camiseta vermelha, que também teria sido morto, estava próximo à cova. Os bandidos são ouvidos desdenhando da situação. “Vocês só vai sentir o primeiro tiro. Depois não vão sentir mais nada”, diz um dos criminosos.

O outro confirma: “É um tiro só no coração e todo o resto na cara”, seguido de gargalhadas dos comparsas.

Eles citam a facção do tráfico a qual fazem parte e dizem que os dois serão mortos para servir de exemplo para os demais.

No outro vídeo, as vítimas aparecem deitadas no buraco. Na sequência são disparados vários tiros. Eles discutem para ter certeza de que ambas as vítimas estão mortas. Como não há consenso, mais tiros são disparados.

“O negão não morreu não”, avisa um bandido. O outro já jogando vários litros de gasolina sobre os corpos responde que serão queimados e que vão morrer de qualquer jeito. E colocam fogo no local.

Nenhum deles demonstra qualquer emoção no momento dos tiros e da combustão.


Link
Notícias Relacionadas »