13/07/2017 às 17h38min - Atualizada em 13/07/2017 às 17h38min

Farmacêutico diz que não pode vender sem receita e é assassinado

Massa News

Um homem supostamente em surto psicótico atirou contra a própria mãe, deixando a mulher com ferimentos graves e risco de morte e na sequência matou o farmacêutico que horas antes disse a ele que não poderia lhe vender um medicamento que é controlado sem receita médica.

Os crimes formam registrados na tarde de terça-feira (12), em Cianorte. O suspeito fugiu e é procurado pela polícia, que revelou que o farmacêutico Anderson Anobal, de 29 anos foi atingido por um tiro de espingarda na cabeça, e morreu no local. A mãe do atirador segue internada em estado grave na Santa Casa de Cianorte. Ela tentou impedir que o filho saísse para assassinar o farmacêutico e acabou sendo atingida por um tiro na nuca.

Tudo começou quando o suspeito foi até a farmácia querendo comprar um medicamento. Por ser de uso controlado, a vítima explicou que somente poderia vender com a apresentação da receita. Inconformado, o rapaz disse que mataria o comerciante.

A polícia pede ajuda a população para localizar o suspeito. Ele fugiu em uma moto Titan de cor vermelha, de placa AGP-6197, de Cianorte.


Link
Notícias Relacionadas »