24/02/2017 às 08h44min - Atualizada em 24/02/2017 às 08h44min

Operação da Polícia Civil de C. Procópio aprende armas e munições em propriedade n a região de Santa Amélia

fonte:Anuncifácil

De acordo com João Manuel Garcia, delegado chefe da 11ª Subdivisão da Polícia Civil de Cornélio Procópio, tendo conhecimento que caçadores se concentravam em uma propriedade na região da cidade de Santa Amélia (30 Km de Cornélio Procópio), o caso foi minuciosamente investigado.

Segundo o delegado-chefe, ao constatar o fato, a Polícia Civil solicitou um mandado judicial para uma varredura no local, onde os investigadores acabaram encontrando em uma moradia diversas espingardas de calibres variados e  munições, que foram apreendidas e encaminhadas a 11ªSDP.

O proprietário não foi encontrado no local, mas se apresentou posteriormente, afirmando que usava as armas para caçar e possuir registros, informou Garcia.

Os registros das armas foram levantados e somente uma possuía a documentação, o que deve levar o acusado a um processo bastante pesado, devendo o mesmo responder pela posse das espingardas na Justiça.

João Manoel Garcia alertou afirmando que ter arma em casa sem o devido registro é crime grave e caso esta possui numeração raspada e mais agravante, sendo o proprietário preso sem direito a fiança.

O delegado orientou que mesmo que use a arma na caça, que é uma cultura na região, onde somente a do Javali é autorizada pelo Ibama, esta deverá possuir o devido registro, caso contrário, ser for pego, o caçador será imediatamente preso.

João Manoel Garcia orientou os amantes desta cultura, que há outros meios de caçar e para aqueles que têm o robbie de colecionar armas, estes devem ficar atentos, que a Polícia Civil não abrirá exceções e se não for apresentando os devidos registros, o material vai ser recolhido e o proprietário preso.


Link
Notícias Relacionadas »