07/11/2016 às 11h45min - Atualizada em 07/11/2016 às 11h45min

"Fiz tudo que podia", diz motorista de ônibus que sobreviveu ao acidente na PR-323

massa news

O motorista do ônibus que se envolveu em acidente de trânsito ocorrido no dia 31 de outubro em Cafezal do Sul, a 30 quilômetros de Umuarama, na PR-323, deu sua versão sobre a tragédia que deixou 21 pessoas mortas.

Na tarde desta sexta-feira (4), ele contou para a imprensa como tudo aconteceu. “Infelizmente, ele (caminhoneiro) invadiu o meu lado. Quando eu vi, tirei para o lado esquerdo, porque ele estava vindo para a direita. Muita gente pergunta: ‘Por que você não tirou para o acostamento?’, mas como eu ia fazer isso se ele estava vindo para a minha faixa. Se eu tirasse para a direita, nem estaria aqui, fiz tudo o que podia”, disse. 

"Quando eu comecei a fazer a curvinha, enxerguei ele vindo na contramão. Eu não sei se ele dormiu, não posso julgar agora, mas infelizmente foi o que aconteceu. Eu vi tudo, não perdi a consciência em nenhum momento”, completou.

Depois da colisão, Bruno disse que o veículo foi tomado pelas chamas rapidamente. “Eu olhei para trás e já vi o fogo, não me pergunte de onde veio, porque eu não sei. Eu tirei o cinto de segurança e saí. Já tinha algumas pessoas pulando e outras que estavam na frente e conseguiram sair”, revelou.

Conforme ele, dentro de cinco minutos o coletivo já estava totalmente incendiado. O motorista do ônibus da Secretaria de Saúde de Altônia reclamou da demora na chegada do socorro. "Demorou muito mesmo, mais de 40 minutos”.

Mesmo com o evento traumatizante, Bruno pretende continua atuando como motorista. "Gosto da minha profissão. Agora é esperar dar tempo ao tempo. Esquecer é difícil, mas com o tempo acredito que o trauma diminua”.

O acidente

O ônibus com pacientes de Altônia seguia sentido Umuarama quando bateu de frente com um caminhão-tanque da empresa Latco. Com o impacto da batida, o ônibus pegou fogo e foi completamente consumido pelas chamas.

Vinte pessoas morreram ainda no local e outras dez foram transferidas para o hospital de Umuarama. A 21ª vítima faleceu no Hospital Universitário de Londrina (HU) nesta quinta-feira (3).

Colaboração: TV UP.


Link
Notícias Relacionadas »