05/04/2016 às 08h07min - Atualizada em 05/04/2016 às 08h07min

Cantor Dino Franco é encontrado morto em sua casa em Rancharia

Radio Difusora de Assis

O sertanejo Dino Franco, da dupla Dino Franco e Moraí, foi encontrado morto aos 77 anos por sua irmã em seu quarto nesta sexta-feira (4), em Rancharia, interior de São Paulo. De acordo com a delegacia da cidade, ele chegou a tomar café da manhã, mas voltou a dormir antes da morte. 

Ele sofria de Cirrose Hepática. O sertanejo era da cidade de Paranapanema, interior de São Paulo, nascido no dia 8 de setembro de 1936. Dino Franco, que já encontrava muita dificuldade para falar devido a doença.

 

"Por volta das 11h30 desta manhã, a irmã dele foi chamá-lo para tomar banho e deparou com Dino Franco já morto", informou o escrivão da delegacia, que afirmou que o sertanejo estava doente. A delegacia não soube informar o nome da doença.

Segundo o Hospital Maternidade de Rancharia, o sertanejo Osvaldo Franco esteve internado no local por alguns dias na semana passada.

Trajetória

Osvaldo Franco, mais conhecido como Dino Franco, nasceu em 8 de setembro de 1936, em Paranapanema, interior paulista. Desde a adolescência, já trabalhava com música em rádios, até se lançar como cantor com o nome artístico de Pirassununga nos anos 40. Lançou discos com quase todas as duplas da qual fez parte: Pirassununga e Piratininga, Pirassununga e Belmonte, e Biá e Dino Franco – esta última união foi responsável por seis LPs de grande sucesso na moda de viola.

Nenhuma dupla prosperou e Dino arriscou carreira solo e se tornou produtor da gravadora Chantecler, até conhecer o músico Mouraí com quem gravou 16 discos até a morte do parceiro em 2005. Dino foi reconhecido, ao lado de Mouraí, como pioneiros na regravação de pérolas do sertanejo de raiz, como "Sertaneja", "A Cachaça e o Fumo" e "A Volta do Caboclo".


Link
Notícias Relacionadas »