08/01/2016 às 11h56min - Atualizada em 08/01/2016 às 11h56min

CONFIRMADO: 15 presos fogem da Cadeia Pública de C. Procópio

http://www.anuncifacil.com.br

Na madrugada de sexta-feira (8), por volta das 4h, quinze presos da Cadeia Pública de Cornélio Procópio fugiram após cerrarem as grades de duas celas. Facilmente eles pularam o único muro que cerca o precário mini presídio e se esconderam no matagal nos arredores.

A evasão só não foi total graças à equipe da Polícia Militar que faz a segurança do local e as demais que estavam de plantão, que foram alertadas e rapidamente se dirigiram ao minipresídio, impedindo uma fuga em massa.

De acordo com o Capitão Berleze, do Comando do 18º BPM, dois presos foram capturados logo de imediato pelos PMs que estavam no local, que tiveram apoio da ROTAM.

Muitos deles são perigosos e toda a região esta cercada, inclusive os trens da ALL estão sendo parados e vasculhado na busca de presos que possam estar escondidos nos vagões, além dos bairros vizinhos a Cadeia Pública e adjacências, revelou o Cap. Berleze.

As fotos com os nomes dos presos e as penas que cumprem logo serão divulgadas, garantiu o comandante.

O Cap. Berleze solicita à população que caso venham a se deparar com alguma pessoa suspeita, favor informar a PM imediatamente através do telefone 190.

Os agentes do Departamento de Execução Penal do Estado do Paraná, responsáveis pela minipresídio procopense foram procurados para comentarem o assunto, mas disseram não estarem autorizados a responderem as perguntas da imprensa.

Há tempos que vem sendo apontada a precariedade do mini presídio de Cornélio Procópio, onde fugas acontecem de tempos em tempos, motins são promovidos pelos detentos devido às condições que vivem, além do constante registro de meliantes arremessando drogas e outros objetos sobre o muro.

Apesar das equipes de seguranças conseguirem recolher parte destes materiais, por haver um único muro que separa os presos da rua ao lado, muitos acabam chegando às mãos dos detentos.

Embora sejam de conhecimento geral as péssimas condições da estrutura da Cadeia Pública de Cornélio Procópio e a condição sub-humana que os detentos se encontram, o que estimula e facilitam às fugas, rebeliões e outros atos hostis por parte dos presos, as autoridades municipais não se empenham em resolver o problema junto ao Governo do Estado.

 

A princípio, os nomes dos detentos desta fuga, que é a maior registrada nos últimos anos em Cornélio Procópio são:

Bruno Gervanio Rocha, Calixto dos Santos Ramos, Claudinei Pereira da Silva, Ricardo Andrade, Ricardo Fernandes de Lima, Vinícius Jesus, Devid Wesley Pereira (homicídio), Sidney Guerino, Diego Lucas da Silva (tráfico), Edson Francisco da Graça, Adival Pereira Barbosa, Anderson Ramalho, José Carlos Torturelli, *André Henrique (em destaque - terceira fuga) e Sidnei Lemos.


Link
Notícias Relacionadas »