10/11/2015 às 18h50min - Atualizada em 10/11/2015 às 18h50min

EM URAÍ APÓS DENUNCIA MINISTÉRIO PUBLICO COBRA A LIBERAÇÃO DAS CALÇADAS PARA O TRANSITO DE PEDESTRES.

DP de Jornalismo Milenium FM

De acordo com o Promotor de Justiça da Comarca de Uraí, o Dr. José Roberto Manchini, as calçadas do município tem que estar livres,  não poderão ter obstáculos para que os pedestres possam transitar, e isso esta incomodando alguns comerciantes que dependem da calçada para a sobrevivência.

 

Em entrevista concedida a Radio Milenium, segundo o Ministério Publico, tudo iniciou a partir do mês de setembro, quando foi protocolado junto a Promotoria de Justiça um pedido de um cidadão do município, solicitando providencias em relação a um estabelecimento comercial que utiliza a calçada também conhecido como  passeio público,   para o atendimento de seus clientes.

Conforme a solicitação do denunciante foi protocolado o pedido e  realizado o registro  tornando-se  um processo, assim foi  comunicado o estabelecimento  comercial sobre os procedimentos de acordo com a instauração do referido processo.

Com o fato o Ministério Público solicitou do município uma relação  de todos os comerciantes que utilizam-se das calçadas,  pois a partir do momento que for tomada as providencias sobre um dos comerciantes, por uma questão legal e moral  as providencias tem que ser tomadas também em relação a todos aqueles que da mesma forma irregular se utilizam das calçadas.

Diante do pedido, o município informou ao Ministério Público todos os comerciantes que por sinal são vários, mais de duzentos pontos no município que utilizam de forma irregular as calçadas, a partir dai foi solicitado ao município que tomassem as medidas necessárias para a desobstrução das calçadas deixando o transito de pedestre livre, de acordo com a disposição da Lei Federal vigente, para isso deverá ser determinado um prazo para a adequação. .   

O Dr. José Roberto informou ainda que a partir deste procedimento vai exigir também do município que tomem as medidas cabíveis em relação aos proprietários de imóveis urbano que não tem uma calçada adequada  ao transito de pedestres, inclusive com acessibilidade.

Os comerciantes que utilizam das calçadas para o interesse próprio, estão fazendo de forma ilegal, e estão colocando em risco sem duvida alguma o  transito dos pedestres, na verdade temos que ter uma postura e conduta tanto do município como do Ministério Publico e dos demais Orgãos da Sociedade,  voltada ao cidadão, porque ele tem o direito de transitar livremente pelas calçadas, e não pelas ruas correndo sério risco de sofrer um acidente,....... porque o comerciante quer explorar um espaço que não lhe pertence, que é um espaço publico e tem que ser deixado a disposição do pedestre para o transito,  disse o Promotor de Justiça  Dr. José Roberto Manchini


Link
Notícias Relacionadas »