09/11/2015 às 09h53min - Atualizada em 09/11/2015 às 09h53min

Em C. Procópio, PM prende meliante que tinha compartimento secreto na cueca para levar drogas

ANUNCIFÁCIL

De acordo com o SD Rafael da equipe do SGT Carlos da Polícia Militar de Cornélio Procópio, há tempos que a PM vinha recebendo informações dando conta que no final da Rua José Alfredo de Carvalho, na Vila Independência, havia intenso tráfico de drogas nos arredores de um bar.

Segundo o policial, a PM persistia em diligências no local, inclusive fazendo abordagens e realizando revistas em suspeitos, mas até o momento não tinha conseguido flagrar qualquer elemento comercializado drogas, mas no final da tarde de sábado (8), uma equipe visualizou o tráfico acontecendo na frente da casa de um meliante, de nome Ricardo, também conhecido “Django”, o qual vendia maconha para um segundo elemento, de nome Everton, ambos maiores de idade.

Conforme relato do SD Rafael, tanto Ricardo, como Everton, possuem passagens por tráfico e diante do fato, uma rápida abordagem foi feita, onde os dois não tiveram chance de fugir.

Na casa de Ricardo, que já havia sido abordado em outras ocasiões, os PMs encontraram cerca de três mil e oitocentos reais em notas diversas, uma caixa de moedas e uma folha de caderno com a contabilização do tráfico.

Ainda na moradia do rapaz, os policiais recolheram diversos tênis novos, ainda em caixas, barras de chocolate, canivetes, facas, carteiras de um time de futebol, pacotes com meias, uma câmera fotográfica e um aparelho para corte de cabelos, além de outros, todo o material de origem duvidosa, que os policiais acreditam que foram usados como moeda de troca por usuários, informou o SD Rafael.

Mas o que chamou a atenção foram às roupas íntimas de Ricardo, as quais tinham compartimentos confeccionados como pequenos bolsos, onde ele guardava a droga, explicando o porquê ele nunca foi detido em outras abordagens, quando as equipes policiais o paravam e realizavam revista, onde nunca algo de ilícito era encontrado.

A quantia de droga apreendida com Ricardo era pouca, mas o tráfico foi configurado e por isso, ele recebeu voz de prisão, sendo encaminhado junto com Everton a 11ª SDP, onde foi autuado.

Já o outro rapaz assinou termo circunstanciado por uso de drogas e foi liberado, finalizou o SD Rafael.


Link
Notícias Relacionadas »