14/09/2015 às 00h00min - Atualizada em 14/09/2015 às 00h00min

Carreta atravessou minha frente para evitar que seguisse em direção ao tiroteio”, diz motorista

Tiro de fuzil atravessou parabrisa e se alojou em painel enquanto motorista dirigia carreta

gazeta Assai
A troca de tiros entre policiais militares e uma quadrilha fortemente armada, especializada em roubos à caixa eletrônicos, na manhã deste sábado (12), na PR-092, entre Siqueira Campos e Wenceslau Braz, deixou três feridos e várias pessoas em pânico. É o caso do supervisor em telecomunicações Dione Rodrigues, que seguia de Siqueira Campos para Curitiba, onde reside com a família.

Rodrigues conta que escapou do confronto e de ter o carro roubado, graças à coragem do motorista de uma carreta que seguia no sentido oposto e que invadiu sua pista para evitar que seu veículo seguisse em direção ao fogo cruzado. “Quando vi a carreta atravessando a rodovia fiquei sem entender o que estava acontecendo. Soube só depois que ocorria uma troca de tiros entre polícia e bandidos a poucos metros dali. Minha esposa está grávida de cinco meses e ficou muito assustada com tudo que estava acontecendo. O pânico foi geral”, contou o supervisor ao Tanosite ainda explicando o ocorrido. “Consegui manobrar o carro e retornamos até um posto de combustíveis próximo dali, onde pude ter a noção exata de tudo que estava acontecendo. Fotografei pelo menos dois caminhões atingidos por disparos de fuzil. O motorista de um dos veículos só não morreu porque o projétil ficou alojado no painel do caminhão”, detalhou Rodrigues. 

Um casal que seguia em um GM Cruze de Cambará para Ponta Grossa, onde participaria de uma cerimônia de casamento ficou sob a mira das armas de grosso calibre da quadrilha. Marido e mulher foram retirados à força do veículo, que foi levado pelos bandidos. 

A motorista de uma carreta que passava pelo trecho também foi obrigada a entregar a direção do veículo a um dos integrantes da quadrilha, após a cabine ser atingida por um tiro de fuzil.

Apesar dos roubos, nenhuma das vítimas ficou ferida na ação dos bandidos. Sorte que não teve três ocupantes de um VW Foz, com placas de Siqueira Campos, que também foi abordado pela quadrilha na rodovia. Sem entender o que estava acontecendo, o condutor não obedeceu à ordem dos bandidos para descerem, e o veículo foi alvejado.

Os disparos de fuzil atingiram um dos joelhos do motorista, o braço da namorada dele e a perna de seu irmão de 13 anos, que estava no banco de trás do carro. O caso que inspirava mais cuidados era o do condutor do Fox, que após ser socorrido na Santa Casa de Siqueira Campos com as outras duas vítimas precisou ser transferido à unidade hospitalar de Jacarezinho, onde passou por cirurgia. No entanto, nenhum dos ocupantes do veículo corria risco de morte.

Entenda o caso

Por volta das 11 horas de sábado (12), a Polícia Militar recebeu uma denúncia informando sobre um veículo que estaria abandonado na rodovia e foi checar a situação. No local, os policiais foram recebidos a tiros por bandidos fortemente armados com fuzis que se prepararam para explodir caixas eletrônicos durante o final de semana no Norte Pioneiro. 

Após intensa troca de tiros, os bandidos abandonaram o carro com placas de Farroupilhas (RS) carregado com artefatos explosivos e munições, e fugiram sentido ao Estado de São Paulo após tomarem vários carros de assalto na rodovia.

Policiais militares e civis do Paraná e de São Paulo montaram um grande cerco na divisa dos dois Estados, inclusive com apoio do Grupamento Aéreo, para tentar prender a quadrilha, que segundo informações estaria com reféns nos veículos roubados. Entretanto, durante o trajeto os bandidos foram abandonando os veículos e tomando outros carros para despistar a polícia na fuga. 

Até o final da noite de sábado a polícia não havia confirmado nenhuma prisão e seguia com a operação para localizar a quadrilha, que segundo um levantamento preliminar seria da região de Curitiba.

 

Motorista mostra documentos que estavam sobre o painel perfurados pelo projéti

Link
Notícias Relacionadas »