09/09/2015 às 16h44min - Atualizada em 09/09/2015 às 16h44min

Nova legislatura ‘turbina’ salário de vereadores de quase todo o PR. Menos Uraí por falta de informações.

Em 44% das cidades do estado, o acréscimo na remuneração do parlamentares representa 50% a mais nos gastos das Casas legislativas

Gazeta do Povo

Praticamente todas as Câmaras Municipais do Paraná aumentaram os gastos com salários de vereadores da última legislatura em relação a atual. Em 44% das cidades, o acréscimo na remuneração representa 50% a mais nos gastos. Em 32 municípios, o subsídio dos vereadores mais que dobrou em relação a última composição das Casas. As informações são extraídas de um levantamento da Gazeta do Povo com dados do Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR).

A comparação do volume de gastos com salários foi feita com base nas despesas das Casas em 2011 e 2014. Conforme os números, apenas dez Câmaras Municipais não elevaram em nada os custos com salários de vereadores ou até diminuíram o porcentual do orçamento gasto com esse tipo de despesa. O TC não possui dados completos sobre quatro Legislativos locais: Uraí, Itapejara D’Oeste, Jundiaí do Sul e São Manoel do Paraná.

A campeã no aumento de salários dos parlamentares foi a Câmara de Toledo, na Região Oeste do Paraná. Lá, de uma legislatura para outra, o gasto anual com subsídios de vereadores saltou de R$ 836,2 mil em 2011 para R$ 2,2 milhões em 2014 – uma diferença de 172%. Na lista de cidades com acréscimo de mais de 150% nos subsídios dos vereadores estão ainda Almirante Tamandaré, Pinhais e Colombo, todas na Região Metropolitana de Curitiba, além de Paranaguá, no Litoral, e Santo Antônio do Paraíso, no Norte Pioneiro.

O impacto do acréscimo de gastos é mais sentido em cidades de pequeno porte. Em municípios com população de até 15 mil pessoas, por exemplo, o custo médio anual do vereador foi de R$ 58 por habitante em 2014 – R$ 16 a mais que em 2011. Já em cidades com mais de 70 mil habitantes, esse valor é, em média, de R$ 9 ao ano – R$ 3 de aumento em relação há três anos. Em cidades de porte médio, esse valor subiu de R$ 16 para R$ 23.


Link
Notícias Relacionadas »