10/08/2015 às 09h38min - Atualizada em 10/08/2015 às 09h38min

Morre o último integrante da quadrilha que tirou a vida de policial

FOLHA DE IRATI

Morreu em um novo confronto com a Polícia Militar o último integrante da quadrilha que matou o soldado Abrão na tarde de sábado (8), em Rio Azul. O criminoso foi identificado como Luís Henrique da Silva – conhecido como ‘Pintor’. Ele era da Região Metropolitana de Curitiba.

O confronto ocorreu na manhã deste domingo (9), por volta das 10h, em uma plantação próximo ao local onde ocorreram as mortes. Segundo o subcomandante da 8ª Companhia Independente de Polícia Militar, capitão Luciano Romão, por volta das 8h de hoje o criminoso entrou em contato com outros integrantes da quadrilha, relatando o local onde se encontrava.

“Intensificamos as buscas e infelizmente houve outro confronto”, relata Romão. A operação neste domingo contou com o apoio de policiais de várias unidades de toda a região Centro-Sul, Sul e Campos Gerais. Também houve a utilização do helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA).

O outro que estava foragido foi preso na tarde de ontem, no Parque da Pedreira, em Rio Azul e encaminhado para a Polícia Civil.

LUTO

Devido a morte do soldado de Mallet, Abrão, a Polícia Militar do Paraná decretou luto oficial de três dias na corporação. Os eventos em todo o Estado em comemoração aos 161 anos da instituição, que ocorreriam nesta segunda-feira (10), foram cancelados.


Link
Notícias Relacionadas »