10/08/2015 às 09h18min - Atualizada em 10/08/2015 às 09h18min

Ao verificar ocorrência, PM de C. Procópio acaba prendendo duas pessoas em diferentes situações

ANUNCIFÁCIL

De acordo com o SGT. Alves da Polícia Militar de Cornélio Procópio, por volta das 16h de domingo (9), a PM foi acionada por um dono de uma mercearia localizada no Jardim São Silvestre, onde um meliante provocava confusão.

Na chegada da PM ao local, foi feito o contato com o solicitante, que passou a relatar que momentos antes, um indivíduo adentrou em seu estabelecimento e pediu uma bebida. Ao ser questionado se teria dinheiro para pagar, este passou a ameaçá-lo.

Segundo a vítima, que tem cerca de 70 anos de idade e estava acompanhado da filha, que está gravida e ficou muito nervosa com a situação, o meliante tirou a camisa e tentou quebrar o balcão da mercearia e depois se evadiu proferindo palavras de baixo calão e ameaças, seguindo em direção a Avenida Dom Pedro I, relatou o policial militar.

As vítimas informaram as características do meliante, que estaria parado em um veículo VW/Passat próximo do local do ocorrido e diante do fato, os policiais foram em sua busca.

De acordo com o SGT. Alves, um indivíduo foi encontrado dormindo no interior do carro e depois de ser acordado, o rapaz, aparentando cerca de 30 anos de idade, começou a desacatar e confrontar os policiais, que foram obrigados a lhe darem voz de prisão.

Enquanto os PMs encaminhavam o indivíduo para a sua sede, eles foram novamente acionados, desta vez para irem até o Terminal Rodoviário, onde um cidadão criava confusão e quebrava vidros da lanchonete.

Ao chegarem, os policiais se deparam com o acusado, de nome Cristiano, 31 muito alterado, o qual resistiu à prisão, obrigando os PMs a usarem de força moderada para contê-lo, visto que ele tentou agredir a equipe, mencionando pertencer a uma organização de criminosos de São Paulo (PCC) e dizendo estar sobre influência de cocaína, que usou após brigar com a família, informou o SGT Carlos.

Em contato com a dona da lanchonete do terminal, ela relatou que Cristiano entrou no local pedindo uma cerveja e ao receber, jogou a garrafa no chão e começou a quebrar os vidros. Na sequência ele saiu e começou a chutar os carros que se encontravam estacionados no entorno da rodoviária.

Cristiano foi levado até a mercearia do Jardim São Silvestres, pois os policiais desconfiavam que foi ele quem ameaçou o proprietário. No local, o rapaz foi prontamente reconhecido pelo dono do estabelecimento e sua filha como o autor da confusão.

Os dois indivíduos foram encaminhados para o devido procedimento, onde o primeiro foi autuado por desacato e Cristiano por vandalismo, resistência e ameaça, finalizou o SGT. Carlos.


Link
Notícias Relacionadas »