27/07/2015 às 16h18min - Atualizada em 27/07/2015 às 16h18min

Jovem de 18 anos morre após aplicar hidrogel no pênis, em Ribeirão Preto

Estado de saúde se agravou para insuficiência respiratória aguda. Médicos alertam para os riscos desse tipo de aplicação.

G1

Um rapaz de 18 anos morreu em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, depois de aplicar um produto estético conhecido como hidrogel. A substância é vendida como um modelador para o corpo.

O jovem foi internado na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. Ele morreu quatro horas depois. De acordo com o Boletim de Ocorrência, o rapaz injetou hidrogel no órgão genital. Houve uma reação do organismo à substância. O estado de saúde se agravou para insuficiência respiratória aguda.

O cirurgião plástico Raul Gonzales alerta para os riscos desse tipo de aplicação, como infecção generalizada, deslocamento do produto para outra parte do organismo, alteração estética e embolia, que é quando o pedaço de uma substância impede a passagem do sangue pelo pulmão.

“A infecção pode ocorrer quatro, cinco, até dez anos após e mesmo assim levar à morte. O produto, uma vez colocado, nenhum desses produtos é possível de retirá-lo. Ou seja, uma vez que está lá dentro, está lá. E se infectado, vai ficar lá infectado muitas vezes para o resto da vida”, alerta.

O médico Max Engracia Garcia diz hoje o hidrogel é facilmente encontrado por qualquer pessoa. “Através da internet, hoje você tem acesso a tudo, e isso, provavelmente, torna a situação mais fácil praquela pessoa que quer se automedicar, fazer um tratamento sem acompanhamento médico”, afirma.

“Se algum alerta deve ficar para a população é que não permita que ninguém injete nada em você. Você corre risco de vida”, diz Raul Gonzales.


Link
Notícias Relacionadas »