22/07/2015 às 19h01min - Atualizada em 22/07/2015 às 19h01min

Estudante de Direito é preso acusado de estuprar a própria neta na região de Londrina

Bonde

O estudante de Direito Aparecido Gonçalves Primo, de 49 anos, foi preso pela Polícia Civil de Cambé, na manhã desta quarta-feira (22), em sua residência na avenida Marcelino Gonzales, no Jardim Ana Rosa. Ele é acusado de ter estuprado a própria neta em 2011. À época, ela tinha 12 anos. 

De acordo com o Delegado Jorge Barbosa, a menina só denunciou o abuso no início de 2015. A partir daí, a adolescente foi submetida a exames no Instituto Médico de Londrina (IML) e avaliações psicológicas que comprovaram o crime sexual. Depoimentos de familiares também foram coletados pelos investigadores para embasar o inquérito. 

Com os laudos em mãos, o Ministério Público de Cambé solicitou à Justiça a prisão preventiva de Primo, cujo mandado foi cumprido nesta quarta. 

O acusado foi encaminhado à Delegacia de Cambé, onde é mantido em uma cela ocupada apenas por outros suspeitos de crimes sexuais. Ainda segundo a polícia, Primo iniciou recentemente o curso de Direito em uma faculdade particular de Cambé.


Link
Notícias Relacionadas »