22/07/2015 às 13h11min - Atualizada em 22/07/2015 às 13h11min

Duas faculdades de C. Procópio estão entre as piores do Brasil, divulgou a revista Exame

ANUNCIFÁCIL

O principal indicador de qualidade das instituições de ensino superior no Brasil é o Índice Geral de Cursos (IGC). Em uma escala que vai de 1 a 5, o índice leva em conta a situação de cursos de graduação, por meio da média dos últimos resultados disponíveis do Conceito preliminar de Cursos (CPC) dos cursos avaliados da instituição no ano do cálculo e nos dois anteriores, ponderada pelo número de matrículas em cada um dos cursos computados, e também a nota Capes, que mede o desempenho na pós-graduação (mestrado e doutorado).

No último ciclo de avaliação, em 2013, o Ministério da Educação (MEC) classificou cursos na área de saúde e os resultados foram divulgados nesta semana no portal do Inep. Cada área do conhecimento é avaliada de três em três anos pelo Enade. Por isso o IGC tem como base os cursos avaliados nos últimos três anos pelo MEC.

Duas faculdades de Cornélio Procópio estão na lista das piores do país,  A Faculdade Cristo Rei e a Faculdade de Educação de Cornélio Procópio, as quais receberam nota 2.

Lembrando que a última avalição foi feita em 2013, sendo os resultados divulgado nesta semana e cabe às faculdades divulgarem as sua melhorias.

As instituições que não conseguem atingir 3 pontos no IGC são consideradas insatisfatórias e entram na mira do MEC, podendo sofrer sanções e medidas para sanar os problemas encontrados pelo ministério.(Redação Revista Exame)

 

No quadro abaixo o resultado da avaliação divulgado pela Revista Exame:

 


 

Link
Notícias Relacionadas »