30/06/2015 às 09h58min - Atualizada em 30/06/2015 às 09h58min

Richa, Francischini e oficiais da PM serão processados pelo MP

www.revelia.com.br

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) vai entrar com uma ação civil pública contra o governador Beto Richa (PSDB), o ex-secretário e atual deputado federal Fernando Francischini (SD) e os coronéis César Kogut, Arildo Luís Dias e Nerino Mariano de Brito. Eles foram apontados como responsáveis pela operação policial do dia 29 de abril, no Centro Cívico, em Curitiba, que resultou em mais de 200 feridos.

A promotoria também anunciou que irá recorrer à Procuradoria-Geral da República (PGR) para pedir a abertura de um processo contra Richa e Francischini por improbidade administrativa. O anúncio foi feito pelo MP na tarde desta segunda-feira (29), a exatamente dois meses do episódio.

Uma pesquisa divulgada pela Gazeta do Povo nesta segunda-feira (29) mostra que 60% dos paranaenses acreditam que Richa é o culpado pelo confronto entre a PM e os professores. Outros 5% creditam a culpa à PM e 4,8% à Francischini. Para 5,1% dos paranaenses, a culpa foi dos professores.

No dia 29 de abril, os professores da rede estadual protestaram contra a votação do projeto do governo do estado que reformou a previdência dos servidores. Segundo o sindicato da categoria, 22 mil pessoas participaram das manifestações. A prefeitura de Curitiba, que ajudou no socorro aos manifestantes, informou que mais de 213 se feriram.

do Paraná Online


Link
Notícias Relacionadas »