08/06/2015 às 08h34min - Atualizada em 08/06/2015 às 08h34min

Jovem é preso por tráfico de drogas sintéticas em C. Procópio

anuncifacil.com.br
ANUNCIFÁCIL

Na manhã de domingo (7), policiais militares de Cornélio Procópio obtiveram êxito em tirar de circulação um indivíduo acusado de estar distribuindo drogas sintéticas em festas realizadas na cidade.

De acordo com o CB Pereira, há tempos que a PM vem recebendo denúncias informando que constantemente indivíduos se infiltram em eventos de jovens e bares da cidade com o intuito de vender comprimidos de ecstasy, além de outras drogas e diante do fato, uma operação de observação veio sendo realizada nestes locais de aglomeração.

Segundo o policial militar, na noite de sábado, uma festa era monitorada pela PM, mas naquele momento não foi possível efetuar nenhuma prisão, mas na manhã de domingo, quando o evento se estendeu até um estabelecimento localizado na Rua Marechal Deodoro, os policiais foram avisados que um rapaz em um veículo Chevrolet/Vectra, de cor preta, estaria próximo ao local vendendo comprimidos de ecstasy e outro tipo de droga, que era retirada do interior do carro e entregue aos consumidores, mediante pagamento, após ser cortada.

Equipes policiais foram até o local sem demonstrar alarde e de forma velada, puderam presenciar a ação do suposto traficante e em virtude da forte evidência, uma rápida abordagem foi realizada.

Durante revista pessoal no rapaz, conhecido como “Guzinho”, de 22 anos de idade, os PMs encontraram três comprimidos de ecstasy em um dos seus bolsos e sessenta reais em dinheiro.

No carro do suspeito foram encontrados mais oitos unidades da droga sintética, um tablete de maconha, uma faca e mil e duzentos e sete reais em dinheiro trocado, evidenciando o tráfico, revelou o CB Pereira.

Constatado o crime, só restou à equipe policial dar voz de prisão ao acusado, sendo ele, o veículo e os materiais encontrados encaminhados a 11ª SDP para as devidas providências.

O CB Pereira informou ainda, que no telefone celular do acusado, havia dezenas de registros de pedidos de entorpecentes, inclusive LSD e a maconha cultivada em laboratório, a chamada skank, com capacidade entorpecente várias vezes maior que a planta normal, demonstrando que o jovem é um importante traficante de drogas sintéticas na cidade e graças à ajuda da população, agora ele ficará a disposição da Justiça.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »