18/05/2015 às 09h27min - Atualizada em 18/05/2015 às 09h27min

Big Frango não cumpria jornada de trabalho prevista em lei

Fonte: Folhaweb

A força-tarefa "Grande Escolha", que investiga más condições de trabalho no frigorífico Big Frango, unidade da JBS em Rolândia, teve a primeira fase encerrada nesta sexta-feira (15). As fases seguintes preveem, além de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC), ações visando indenizações pelas irregularidades encontradas. 

O transporte dos trabalhadores, fornecido pela empresa pela distância da fábrica em relação às residências, também não era computado na jornada, o que é irregular. A JBS também desrespeitava o descanso interjornada de 11 horas consecutivas, o descanso semanal remunerado de 24h e o repouso para descanso de trabalhadores que operam em ambientes artificialmente frios. 

Normas de saúde e segurança do trabalho também não eram observadas. Havia risco de queda de altura e a empresa não disponibilizava todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários. Não havia dispositivos de emergência para a interrupção de movimentos perigosos em todas as máquinas e nem alarme para casos de vazamento de amônia dentro da unidade produtiva. O Ministério do Trabalho também solicitou esforços para a redução de ruído. 

Interdição: 

Até o final da manhã desta sexta, três setores estavam interditados quase na totalidade: congelamento, mercado interno e setor de temperados. O abate estava funcionando com metade da capacidade. 

Na quarta-feira (13), 51 máquinas foram interditadas, causando queda de 43% na produção do frigorífico. O Ministério Público do Trabalho entregou à empresa 75 autos de infração, com a promessa de que as irregularidades sejam solucionadas.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »