14/05/2015 às 20h14min - Atualizada em 14/05/2015 às 20h14min

Ministério publico pede a prisão do ex. Secretario de obras do município de Uraí...

-
Dpto. Jornalismo Rádio Milenium FM - 87,9 MHz

O ex. Secretário de Obras que exercia o cargo de confiança na prefeitura do município de Uraí,  Bruno Miranda,  foi preso preventivamente na tarde de terça feira (12).

Segundo o ministério público, após receber denuncias de uma comissão do controle interno da prefeitura do município, informando  que estava ocorrendo desvios de dinheiro público no departamento de obras, mais precisamente nos serviços de readequação com cascalhamento de carreadores particulares no município,  fez com que instaurasse um inquérito onde começou uma investigação.  Inicialmente com  a oitiva de  cinquenta e três proprietários rurais, que foram identificados como terem usados os serviços de maquinas da prefeitura nos últimos meses, mas foi apurado que somente vinte proprietários  haviam efetuado o pagamento da readequação usando  cascalhos nos carreadores de suas propriedades rurais.

Foi apurado até o momento nas investigações do Ministério Público,  que havia uma combinação de valores entre o secretario e os proprietários rurais  sob o argumento de pagamento de diárias dos motoristas e também era exigido o pagamento de um valor  irrisório de horas maquinas para a prefeitura, e na execução dos serviços o valor maior era repassado para as mãos do Secretário.

Com os recebimentos desses valores o secretario Bruno Miranda fazia uma divisão parcial com os motoristas que estavam participando na execução das obras, que também deverão responder criminalmente pelo ato, já para os proprietários rurais,  como foi exigidos deles o pagamento para que os serviços fossem realizado, a principio não tem envolvimento criminal, informou o Promotor.

Após colher as declarações dos proprietários rurais o Defensor  Público  pediu a prisão preventiva do ex. secretário Bruno Miranda, que deverá ser ouvido somente no final das investigações, mas pela conduta apurada até agora, ele  deverá responder  pelo crime de corrupção passiva e de associação criminosa, e  finalizou  que  as investigações irão continuar e serão ouvidos todos os funcionários   envolvidos nas execuções das obras.

“É lamentável que mais uma vez Uraí esta vivendo uma situação triste como essa, com servidores públicos  envolvidos com crimes de corrupção, onde ouve pagamento de propina, sabe-se que o servidor publico tem que ter uma atuação voltada para o bem da coletividade, para o bem comum, mas muitos se aproveitam do cargo para tirar aproveito próprio, isso é lamentável e sem duvida as responsabilidades pelos atos será buscado pelo Ministério Publico  até o final”  desabafou o Promotor Dr. José Roberto Manchini  


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »