29/12/2014 às 13h29min - Atualizada em 29/12/2014 às 13h29min

Uma senhora morreu e outras quatro pessoas ficaram feridas em grave acidente entre C. Procópio e Leópolis

anuncifacil

Por volta da 11h da manhã de domingo (28), a equipes de socorro do Siate e SAMU de Cornélio Procópio foram acionados para prestarem atendimento a vítimas de um grave acidente, onde um veículo com cinco pessoas capotou na PR 160, na região do “Cruzeiro”, na estrada que leva a cidade de Leópolis.

De acordo com o socorrista Marcos Mendes do SIATE, ao chegar ao local, a sua equipe de atendimento, inclusive contando com o caminhão com equipamento para retirada de vítimas encarceradas, se deparou com um veículo retorcido e duas pessoas caídas no chão, que eram amparadas por populares, também recebendo a ajuda de uma estudante de enfermagem, além de um enfermeiro que havia acabado de sair de seu plantão e passava por ali.

No local também haviam três outras vítimas, que deambulavam pelo local, mas as mais graves, as duas que estavam caídas, sendo duas senhoras de cerca de 70 anos de idade, ambas com problemas de pressão arterial alta e diabetes, estavam conscientes e orientadas, apresentando suspeita de fratura em clavícula e precisaram ser imobilizadas.

Uma criança que estava no carro sofreu um corte na cabeça e também precisou da atenção dos socorristas, as demais apresentavam escoriações leves, sem gravidade.

Os bombeiros contavam com apoio do SAMU para ajudarem no atendimento as vítimas e condução das mesmas até a Santa Casa, mas a entidade teve problemas com as ambulâncias e não pode enviar seus técnicos para o acidente, complicando a situação, que foi resolvida somente com os meios disponíveis no momento para o transporte ao PS.

Segundo relato do marido da motorista aos socorristas, o acidente foi causado por um carro que fazia ultrapassagem na via oposta, invadido a sua pista e temendo uma colisão frontal, a mulher jogou o carro para o lado, vindo a perder o controle, bater em um barranco e capotar, informou Marcos Mendes.

O condutor do veículo que suspostamente teria invadido a pista contrária, conforme afirmou o marido da motorista do carro que capotou, de nome Alex Santos Sanches, relatou que vinha de Leópolis na mão correta e ao se aproximar de uma curva, de repente o automóvel veio em sua direção, o obrigando a jogar o seu veículo no acostamento, na sequência o automóvel bateu em um barranco e capotou.

Alex afirmou que o carro é quem teria invadido a sua pista e por pouco ele não se envolveu no acidente.

O motorista ainda relatou que desesperado, saiu de seu carro correndo para socorrer as pessoas que estavam no interior do veículo que ficou de cabeça para baixo. No momento não passava ninguém pela rodovia, mas pouco depois outro automóvel parou e uma moça, estudante de enfermagem, veio em auxílio, onde com muito cuidado eles puderam retirar as vítimas do interior do veículo.

A estudante de enfermagem que auxiliou Alex, de nome Priscila, disse que vinha de Cornélio Procópio, se encaminhando para uma chácara naquela região e ao se deparar com a situação, passou a orientar as pessoas que estavam em volta do acidente, pedindo que o local fosse sinalizado e que as vítimas ficassem imóveis.

Porém, ao ver uma senhora com a cabeça presa entre barras de ferro do carro, pressionando o seu crânio, a estudante teve que agir e pediu ajuda para retira-la. Graças aos seus conhecimentos em primeiros socorros, a ação foi feita com cautela, não agravando os ferimentos da vítima, conforme ela mesma relatou.

Após todos serem retirados do carro, o veículo foi desvirado e com a chegada do socorro especializado, estes passaram a receber atendimento, informou a estudante.

Cabe salientar, que a atendente do serviço telefônico do SAMU, informou os socorristas do SIATE durante a solicitação de apoio, que naquele momento a entidade usava um das duas ambulâncias no transporte de um paciente para Londrina e a outra havia quebrado, conforme relatou o socorrista Marcos Mendes.

Neste caso em particular, graças à perspicácia dos socorristas Marcos Mendes, João Edson, Borotta e Antunes, que agradeceram a Priscila e o enfermeiro que os auxiliou, que nem mesmo disse o seu nome, as vítimas foram atendidas e encaminhas para ao PS da Santa Casa.

Contudo, horas depois, recebemos a triste informação que uma das vítimas mais graves, a senhora Hilma Macedo Graciano, de 63 anos de idade, teve complicações e acabou entrando em óbito na Santa Casa.

A senhora Hilma era cunhada do ex- chefe da agência do Trabalhador de Cornélio Procópio, Luís Felipe Graciano, o “Matsubara”, que também estava no veículo no momento do acidente.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »