03/11/2014 às 10h29min - Atualizada em 03/11/2014 às 10h29min

Afogamento é marcado por sequência de erros em Cornélio Procópio

anuncifacil

O sofrimento de uma família ficou marcado nos rostos de bombeiros, repórteres, populares, policiais militares e civis na manhã de sábado (1), em Cornélio Procópio.

O fato se deu após o afogamento de Devair Mariano da Silva, 44, que perdeu a vida nas águas do Lago São Luiz, na região central da cidade.

A espera pelo resgate do corpo da vítima já foi um trauma para os familiares, que aguardaram cerca de três horas para que fosse encontrado, mas a pior parte foi o encaminhamento para o Instituto Médico Legal de Londrina, que é obrigado perante a Lei.

Para este tipo de encaminhamento, a responsabilidade é do IML e como a cidade possui um veículo recém-adquirido, que foi amplamente divulgado pelos políticos, este foi acionado, mas não compareceu ao local, ficando o cadáver de Devair exposto para curiosos, aguardando uma solução.

O corpo não poderia ser liberado pela equipe da Polícia Civil sem o veículo oficial de encaminhamento, o que levou os familiares ao desespero.

Para a irmã e um tio da vítima (fotos), o problema é com a administração municipal, que supostamente teria avisado que não haveria um motorista disponível.

A falta de um funcionário do poder público, ou algo parecido, não seria desculpa para tanto sofrimento e se há um veículo do IML, qual seria o motivo para não ter uma pessoa de plantão para conduzi-lo, questionaram os familiares.

Os políticos aparecem em fotos divulgando somente as coisas boas, enquanto a população padece e isto é uma falta de respeito, salientaram os parentes da vítima revoltados com a situação.

Somente com a ajuda da Funerária São Luiz, que se prontificou em fazer o transporte, o corpo do rapaz poderia ser levado até Londrina e assim foi feito.

A equipe da Funerária São Luiz foi até o local, retirou o corpo e quando se preparava para leva-lo para a cidade vizinha, o carro do IML apareceu e assumiu a responsabilidade, porém ao chegar à cidade de Londrina, se envolveu em um acidente com um motociclista.

No acidente o motociclista ficou ferido, mas sem gravidade. Houve a necessidade de acionamento de outro veículo, desta vez do IML de Londrina, que deu andamento no transporte do corpo de Devair, contudo, um novo período de espera para os familiares da vítima foi imposto pelas circunstâncias, que tiveram que aguardar mais um tempo para velar o seu ente querido, deixando-os mais desiludidos e decepcionados com a administração pública de Cornélio Procópio.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »