06/10/2014 às 13h23min - Atualizada em 06/10/2014 às 13h23min

Imagens fortes: vídeo mostra batida de Bianchi no Japão, a mais de 150km/h

Vídeo feito por espectador na arquibancada de Suzuka mostra gravidade do acidente sofrido pelo piloto da Marussia, que foi submetido a cirurgia e está em estado grave

globoesporte

O acidente impressionante do francês Jules Bianchi, na 43ª volta, encerrou o GP do Japão de forma antecipada neste domingo. O piloto da Marussia bateu violentamente, a mais de 150km/h, contra um guindaste que retirava a Sauber de Adrian Sutil da área de escape. O piloto foi retirado do carro e levado em estado gravíssimo para o hospital Hospital Geral de Mie. Ele passou por uma cirurgia na cabeça para conter uma hemorragia intracraniana, mas seu estado ainda preocupa os médicos. Devido à gravidade da batida, a transmissão oficial da Fórmula 1 não mostrou o exato momento do acidente, nem a retirada do piloto para a ambulância. Mas nesta segunda-feira, um vídeo gravado por um espectador presente na arquibancada do autódromo de Suzuka registrou o momento do choque da Marussia de Bianchi com o guindaste, que chega a sair do chão.

De acordo com a telemetria da prova, Bianchi entrou na curva Dunlop a cerca de 140km/h. Já na saída da curva, acelerou até chegar aos 210km/h, em 6ª marcha, quando, possivelmente, perdeu o controle da sua Marussia e se chocou com o trator que removia a Sauber, a cerca de 150km/h.

Na íntegra do vídeo, percebe-se que enquanto o guindaste retirava o carro de Sutil, que estava batido na proteção de pneus,pelo menos três fiscais estavam no chão trabalhando. Outro fiscal, do alto da torre número 12, balançava a bandeira amarela (perigo à frente). No entanto, segundos antes do acidente, ele mudou para a bandeira verde (pista liberada). Após a batida, o fiscal continua com a verde e só depois volta para a amarela ao lado da placa "SC" (Safety Car).  

De acordo com a imprensa internacional, o procedimento para conter uma hemorragia intracraniana durou mais de três horas. A cirurgia do francês foi bem-sucedida, mas o estado do francês é grave. Alguns veículos de mídia afirmam que ele precisará passar por um segundo procedimento e respira com a ajuda de aparelhos. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »