01/10/2014 às 13h14min - Atualizada em 01/10/2014 às 13h14min

Polícia Civil prende ex-gerente do Sicredi de Ribeirão do Pinhal acusado de extorsão aos clientes

Anuncifacil

O ex-gerente da Cooperativa de Crédito Sicredi de Ribeirão do Pinhal (56 Km de Cornélio Procópio), Mário Cézar Colognese, de 48 anos, foi preso em flagrante acusado de extorsão na tarde de terça-feira (30).

A prisão foi confirmada pelo delegado Isaías Fernandes Machado da Polícia Civil, que deu todos os detalhes.

Mário havia sido demitido em maio deste ano, acusado de desviar dinheiro de clientes, como são chamados os correntistas da instituição, que recusa o rótulo de banco.

O caso vinha sendo tratado com discrição e segundo informações, houve 32 vítimas envolvidas na fraude e pelo menos cinco funcionários já foram demitidos.

No caso do ex-gerente, ele foi flagrado ao aceitar uma picape Fiat Strada de pessoas simples, a quem vinha supostamente extorquindo sob ameaças de divulgar pretensas irregularidades.

O delegado informou que Mário já havia se apoderado de parcelas do pagamento de um empréstimo efetuado por pessoas de pouca cultura e mesmo assim, dizia para as vítimas que teriam problemas jurídicos e exigia a picape.

O financiamento contratado foi de R$ 10 mil. No início, acreditaram, mas depoisdesconfiaram e avisaram a polícia. O caso culminou com a prisão em flagrante no cartório, onde os clientes passariam a Strada na manhã de terça feira para o acusado.

"O caso do ex-gerente pode ser isolado ou ter ligações com as outros desvios", declarou Machado.

As supostas fraudes cometidas pelos ex-funcionários provocaram uma crise institucional no Sicredi, entretanto, a cooperativa não pode ser responsabilizada por erros de seus funcionários, já afastados das atividades.

A unidade está localizada no centro da cidade e não foi revelado até agora o montante integral desviado.

Claudinei Angelin, Presidente da Cooperativa Sicredi Paranapanema PR/SP, foi procurado e declarou ser "um caso de polícia". Ele prometeu empenho em resolver a situação e punir os responsáveis através da Justiça. (Com informações do Portal NP Diário)


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »