13/03/2014 às 08h41min - Atualizada em 13/03/2014 às 08h41min

Em menos de 24Hs PC e PM prendem 4 acusados de terem matado, decapitado e incendiado corpo da vítima

Anuncifácil

Em rápida  ação, a Polícia Civil de Cornélio Procópio, comandada pelo delegado chefe Alisson Henrique Souza, que contou com a ajuda de investigadores de Sertaneja e Polícia Militar de Leópolis, prendeu no final da tarde de quarta feira (12), quatro meliantes acusados de terem matado Luiz Carlos Ferreira, 45 e colocado fogo em sua casa em um sítio na Vila Rural, entre Cornélio Procópio e Leópolis na noite de terça feira (11).

Segundo a Polícia Civil, Jonas Pessoa da Silva, 24, José Volnei Corales (mais conhecido como “Kiko”), 19, Washington Francisco Lima das Chagas, 23, todos moradores de Leópolis e um menor de 17 anos de idade natural de São Sebastião da Amoreira, invadiram o sítio de Luiz Carlos para roubarem cabeças de gado e não conseguindo por estarem muito embriagados e drogados, foram até a casa do proprietário para tentarem levar algo de valor ou armas, porém se depararam com a vítima, onde acabaram por assassina-la com requintes de crueldade.

A Polícia Civil chegou até os acusados depois de constatar que a cabeça da vítima estava separada do corpo, demonstrando que ela foi decepada e pelos objetos encontrados no local do crime (uma mochila feminina com roupas e uma substância aparentando ser maconha).

Segundo o Delegado Alisson, uma denúncia chegou até a 11º SDP informando que os quatros suspeitos, que são conhecidos por praticarem furtos em propriedades rurais, onde se apropriam de animais, passaram o dia anterior bebendo em um bar em Leópolis e logo depois foram embora em direção a Vila Rural.

Durante as investigações, policiais civis e militares foram até a casa de um dos envolvidos, onde ficaram sabendo que a enteada do suspeito era a dona da mochila encontrada próxima a casa incendiada.

Diante do fato, os suspeitos Jonas e José Volnei foram encontrados e detidos. Na delegacia Eles confessaram o crime, relatando em detalhes que após matarem Luiz Carlos com uma faca, cortaram o sua cabeça com certa precisão, pois um deles é açougueiro e para eliminar vestígios, atearam fogo em um sofá que se espalhou pela casa, o que comprova as suspeitas levantadas na noite de terça feira, quando os bombeiros afirmaram que dificilmente o incêndio teria sido provocado por um curto circuito o algo parecido, além das declarações de familiares da vítima que diziam que a propriedade era constantemente alvo de furtos.

Jonas que possui uma condenação por tentativa de homicídio e José Volnei, não demonstraram qualquer tipo arrependimento e ainda disseram os nomes dos outros dois indivíduos que estariam com eles, o que levou os policiais a realizarem um rápida procura, que culminou na prisão Washington Francisco e a apreensão do menor de idade, sendo eles levados para 11º SDP.

Depois serem ouvidos pelo delegado chefe Alisson Henrique, os quatros acusados foram indiciados pelos crimes  de latrocínio, destruição de cadáver, formação de quadrilha armada e corrupção de menores.

A Polícia ainda vai ouvir testemunhas que viram os acusados rondando a propriedade e os policiais que participaram da operação para enviar o material completo para Justiça, relatou o delegado chefe, que parabenizou todos os profissionais da Polícia Civil e Militar que se empenharam no caso.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »