05/12/2013 às 17h45min - Atualizada em 05/12/2013 às 17h45min

Menino queima pés e mãos em solário de creche de Toledo

http://www.opresente.com.br/

A família de uma criança de um ano e seis meses pretende processar um Centro Municipal de Educação Infantil, em Toledo. De acordo com os familiares, o menino queimou as mãos e os pés ao sair descalço para o solário em um dia de muito calor. O espaço possui um piso de concreto, que causou as queimaduras.

A mãe da criança, Cristia Alves Pereira diz que o menino já conseguia andar. Porém, com os ferimentos, agora ele precisa engatinhar para não sentir dor. “Ele chora bastante, tem febre. Só não sente dor, quando ele está no horário do remédio. Quando está chegando o horário de acabar, ele chora bastante”, conta.

O incidente aconteceu na quarta-feira (27). Conforme relatos, a porta do solário é era protegida por um berço e uma barreira. Mesmo assim, a criança conseguiu atravessar e acabou entrando no solário. Cristia acredita que o incidente foi resultado de negligência dos funcionários. “Para mim, foi negligência. Poderia ser evitado, sim. Poderia ter um portão na porta da creche, várias coisas para evitar isso”, afirma.

O caso está sendo investigado pelo Conselho Tutelar da cidade, que aguarda um laudo do Instituto Médico-Legal para dar continuidade ao caso. “Vai ser produzido agora um documento, que vai ser encaminhado ao Ministério Público de Toledo”, diz o conselheiro Juliano Varanis ao explicar que caberá aos promotores decidirem se abrem uma investigação para apurar as dúvidas e responsabilidades.

“Dependendo da gravidade e comprovada uma negligência por parte dos funcionários do CMEI, a prefeitura poderá ser responsabilizada por isso”, pontua.

De acordo com a secretária municipal de Educação, já foram providenciadas mudanças para que novos incidentes não ocorram. “Amanhã [quinta-feira (5)], já serão instalados portões que dão acesso ao solário. (...) Nós precisamos, inclusive, rever o revestimento dos solários, compreendendo que os solários são parte integrante e continuidade da sala”, garante.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »