11/11/2013 às 08h51min - Atualizada em 11/11/2013 às 08h51min

Homenagem à Tchiyo Sato Watanabe

http://uraionline.com.br/

Faleceu neste domingo, 10 de novembro, aos 100 anos de idade, a Sra. Tchiyo Sato Watanabe. Um dia após receber do Consulado do Japão uma medalha e uma homenagem, que foi escrita pelo primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, por ter completado 100 anos de idade, e também, por ser esposa de um dos japoneses pioneiros no Brasil e um dos fundadores de Uraí, o Sr. Manjiro Watanabe.

 

MANJIRO WATANABE

Nasceu no Japão em 1906. Veio para o Brasil em 1927. Foi o gerente e encarregado-geral da Companhia Nambei Toshi e deu início aos trabalhos de abertura das matas e demarcação dos lotes da Gleba que pertencia ao Município de Assaí, denominada Pirianito.
Contratou os Engenheiros Tak:eo Kawai, Koo- Kuma e Issami Tokano e os companheiros Sussumo Assanuma, Iseji Suzuki, Hinaku Kobayashi, Mário
Nishimura e José dos Reis. Contratou Moyti Suguitani para chefe do escritório e seu auxiliar direto, Kendi Shingo.
Os lotes eram vendidos pelo Setsuo Yasaki. Com essa equipe, Watanabe conseguiu um desenvolvimento rápido e transformou o núcleo numa progressista
vila. Com grande eficácia, concluiu as obras que a Companhia lhe havia encarregado de desenvolver.
Enfrentou as pressões da Segunda Guerra Mundial, sendo que, em 1942,
chegou a ser preso pelo crime de conversar em japonês com os amigos. A ordem de prisão foi dada pelo delegado da época, José de Oliveira Borges. O fato curioso
disso tudo é que Manjiro mandou construir a cadeia e foi ele o primeiro detento a inaugurá-Ia. Sendo perfeito cidadão, agiu com habilidade.
Em 1947, fundou a Liga Desportiva Norte Paranaense, que iniciou em Uraí e se estendeu para todo Norte do Estado. Hoje é uma das mais conceituadas associações na área esportiva. Foi Vice-presidente dela por vários anos.
Em 01-04-1951, formou a Associação Japonesa, sendo o primeiro presidente.
Foi também o primeiro cidadão em Uraí a receber o título de “Cidadão Honorário Uraiense” em abril de 1955. A primeira casa de madeira construída em Uraí foi
dele, quando nem havia serraria aqui. A madeira veio de Assaí. Casado com a Tchiyo Sato, teve os filhos: Kenjiro, Toshiro, Tomoko,
Kazuko, Kimiko, que também continuaram a contribuir para o desenvolvimento do município.
O nome Manjiro Watanabe ficará nos anais da história de Uraí como pioneiro, fundador, batalhador, incansável e destemido.
Faleceu aos sessenta e oito anos de idade, em 31-12-1974.
Em 1975, foi condecorado pelo governo japonês. Tipo de condecoração:
Kun Goto Zuihou Sho, Ordem do Tesouro Sagrado – Raio de Ouro e Prata, 5Q grau.
O povo uraiense rendeu-lhe uma justa homenagem, emprestando seu nome à “Praça Manjiro Watanabe”.

Fonte: URAÍ Nossa Terra Nossa Gente II (Emília Ramos de Oliveira)


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »