01/11/2013 às 16h51min - Atualizada em 01/11/2013 às 16h51min

Senador da República Sergio Souza visita Uraí

DP Jornalismo Milenium FM

O  senador da Republica,  Sergio Souza (PMDB), esteve na cidade de Uraí neste  final de semana no inicio da tarde de sexta-feira (01) de Outubro, esta e a segunda visita do parlamentar em Uraí, e foi marcada com grande movimentação na comunidade local.

O senador veio acompanhado dos assessores  com a finalidade  de visitar o seu eleitorado em vários  municípios do norte pioneiro, para discutir com os correligionários os caminhos que o partido deve seguir nas eleições de 2014.

A comitiva do Senador foi recebida no Plenário da Câmara de Vereadores, pelo prefeito Almir Fernandes, Vice-Prefeito Sergio Pitão,  Presidente da Câmara Claudinei L. Reis e pelos vereadores do município.

O parlamentar falou sobre diversos assuntos; segurança, saúde, agricultura, a atual situação do País,  e  da sua trajetória na vida pública,  ele que é  natural da cidade de Ivaiporã  Paraná,  formado em Direito, especializado em direito público, administrativo e eleitoral. É membro da comissão de Direito Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil do Paraná, da Revista Brasileira de Direito Eleitoral e do Instituto Paranaense de Direito Eleitoral (Iprade).

Sua trajetória política iniciou há mais de 15 anos, quando se filiou ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e ocupou o cargo de secretário geral da juventude do partido. Trabalhou por cinco anos no Tribunal de Contas do Paraná e foi assessor legislativo do ex-governador Orlando Pessuti durante 12 anos, a quem atribui ser o grande influenciador da sua carreira na vida pública.

Foi indicado como primeiro suplente na chapa da atual ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffman, nas eleições de 2010. Tomou posse como senador da República em 14 de junho de 2011. Tem como principais bandeiras de atuação as áreas da agricultura e educação. Também listou como prioridades do seu mandato o novo Código Florestal, a Reforma Política e a criação de mais quatro Tribunais Regionais Federais (um deles no Paraná).

O senador é vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos, presidente da Subcomissão Permanente de acompanhamento da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016, e titular do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

A agenda do senador que estava bastante apertada com visitas pela região,  ainda estava marcado um encontro com os agricultores no inicio  da tarde  na sede da Associação dos Fruticultores de Uraí – AUVA, mas antes  passou pela  Radio Millenium Fm,  e concedeu uma entrevista ao vivo, falando sobre a violência que assola o País, posicionando  ser contra a maioridade aos dezesseis anos, mas  favorável a uma lei mais dura de punição aos menores infratores, com local que realmente possa recuperar esse adolescente.

O senador  manifestou preocupação com o aumento da violência nos centros urbanos, para ele é essencial coibir as causas que impulsionam "de forma crescente" a violência no país, e apontou o tráfico de drogas e armas, a impunidade e a pouca vigilância das fronteiras como algumas das causas da violência no Brasil.

Ele também falou sobre o Movimento Pró-Paraná, da discussão de um  "Novo Mar Territorial do Paraná".  o parlamentar ainda falou sobre as ações que têm realizado em Brasília em favor do pleito e o andamento desse processo no Congresso Nacional a da importância de novos critérios para delimitação do Mar Territorial no Brasil, já que o desenho atual prejudica o Paraná, causando prejuízos de bilhões de dólares para o nosso estado", pontuou.

 Segundo o parlamentar, a metodologia atual gera forte concentração de receitas de petróleo em alguns municípios e estados, que são agraciados com linhas ortogonais que se abrem a partir de sua costa, prejudicando o estado do Paraná, onde as linhas ortogonais se fecham. "Se tivéssemos um parlamento atuante e atento quando a lei foi regulamentada, em 1986, poderíamos ter uma situação diferente hoje. O Paraná seria um grande produtor de petróleo."

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »