25/10/2013 às 13h24min - Atualizada em 25/10/2013 às 13h24min

A Real Simplicidade

Crônicas do Jair Padeiro

http://jairpadeiro.wordpress.com/

Hoje aproveitando o tempo que me é disponível, vou escrever um novo texto falando sobre os dois lados que a vida nos oferece: O apego às aparências e a real simplicidade. Às vezes a vida da para nós um largo sorriso e nos dota de um conforto invejável. Dá-nos poder, status, diplomas e um belo poder aquisitivo, e às vezes toda regalia que a vida nos da faz com que a gente esqueça o lado humilde que a vida tem, e ao invés de darmos graças por tudo que temos ao nosso redor, nós passamos a ver a vida de uma outra forma. Nós nos sentimos grandes e usamos todo o nosso conforto para mostrar as aparências que a vida tem, usamos o modelo do nosso carro, a beleza ou o tamanho exagerado da nossa casa ou usamos nossas roupas, corremos atrás da moda, e tudo isso na intenção de causar impressão para as pessoas, para a sociedade, fugimos do lado humilde que a vida nos oferece. Nós devemos impressionar as pessoas com nossa vida e nunca e com nosso materialismo. Esse é um lado da vida, infelizmente isso é uma realidade e é doído dizer. Nós vamos ver agora o outro lado que a vida nos oferece. Vamos descrever a simplicidade, mas de uma forma profunda. A simplicidade foi o ensino mais profundo de Cristo para com seus seguidores, mas parece que no modernismo atual muitos sentem vergonha da simplicidade que Cristo nos ensinou. Descrever a simplicidade apenas como uma realidade interior é dizer algo falso. A realidade interior não é realidade enquanto não houver a expressão exterior. A simplicidade afetará o nosso modo de viver. E para descrever a simplicidade em sua plenitude, nós vamos desenrolar a sua realeza como se ela fosse uma fita métrica, e sentir em cada momento da vida o seu esplendor. Quando vivemos verdadeiramente na simplicidade toda a nossa aparência é mais natural. A verdadeira simplicidade faz-nos cônscios de certa abertura, moderação, inocência, alegria e serenidade. Simplicidade é total liberdade, é um dom ser livre, é um dom ser simples, é um dom estarmos no lugar onde devemos estar. A simplicidade é nós caminharmos por um caminho certo. Ser simples é ser nobre e dar graças por tudo aquilo que a vida nos oferece, é não termos um apego ferrenho no materialismo. Ser simples é viver num vale de amor e deleite. É Amar e sentir emoçãode cada minuto que a vida tem para nos dar. As pessoas simples se emocionam com facilidade, com o sorriso de uma criança, com o colorido das flores, com o verde de uma floresta. Tudo isso nos encanta quando adquirimos a real simplicidade. Simplicidade é liberdade, duplicidade é servidão. A duplicidade traz ansiedade e temor, enfim, simplicidade é liberdade e não escravidão. Quando vivemos a simplicidade, temos a liberdade de um pássaro que corta o ar com suas pequenas asas, indo pousar na beira de um riacho, no topo de uma montanha ou em uma floresta em busca do seu ninho. Quando falamos da simplicidade, estamos nos referindo ao nosso interior. Mas a simplicidade e o materialismo podem andar de mãos dadas. Nós podemos morar na Grã Bretanha e viver no palácio Real da rainha e sermos simples ou morarmos no coração da África e sermos cheios de orgulho. Quando não tivermos apego ao materialismo e não sermos escravos da maldade, quando vivermos longe do orgulho, quando percebermos que somos uma gotinha de água no imenso oceano da vida, ai então nós estaremos vivendo a real simplicidade. Um forte abraço e que Deus nos abençoe e nos de prosperidade ao andarmos pelos caminhos da vida, mas que não venhamos nunca perder a nossa real simplicidade.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »