26/08/2013 às 16h04min - Atualizada em 26/08/2013 às 16h04min

Promotoria investiga uso de dinheiro público para pagar aumento de bumbum

http://www.jrdiario.com.br/

A Promotoria do Patrimônio Público de Pratápolis (MG) abriu um inquérito civil para investigar uma denúncia sobre o uso do dinheiro público da Secretaria de Saúde de Itaú de Minas (MG) para pagar uma cirurgia de estética para aumento dos glúteos de uma moradora do município.

O procedimento, realizado em novembro do ano passado, teria custado R$ 9,7 mil. Desse total, R$ 2,9 mil foram pagos pela Secretaria de Saúde do município. A paciente realizou um enxerto para retirar gordura abdominal, que foi colocada no glúteo.

A nota de empenho do Ministério Público aponta que o procedimento foi justificado nas contas da prefeitura como “ajuda financeira para tratamento de saúde de paciente”. O repasse teria sido assinado pela atual secretária de Saúde de Itaú de Minas, Elda Teixeira Pereira, em 2012, ainda na administração passada.

A denúncia foi apresentada por um morador da cidade ao Ministério Público. Dependendo da gravidade da denúncia, pode existir uma ação de improbidade administrativa e a suspensão dos direitos políticos dos responsáveis.

O Ministério Público informou ainda que as investigações correm em sigilo na Promotoria de Patrimônio Público em Pratápolis.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »