21/08/2013 às 16h59min - Atualizada em 21/08/2013 às 16h59min

Fiscalização da Adapar com Apoio da PM de Uraí faz apreensão de mudas de plantas proibidas

Redação: DP Jornalismo MileniumFM

Nesta quarta feira, (21) de agosto por volta das 11:20 hrs, fiscais da Agencia de Defesa Agropecuária do Paraná,  sob o comando do fiscal Valdir Lourenço, que diante de denuncias de vendas ilegais de mudas de plantas na região, estava em transito pela BR-369 e observou que um veículo FORD/ F-4000 da cidade de Herculândia-SP.,  transportava um carregamento de mudas ilegais, observou ainda que o veiculo havia entrado no pátio do Posto Falcão no Km 107, com o intuito de se esconder da fiscalização, pois já tinha a informação que seria o mesmo veiculo que  frequentemente  efetuava vendas em varias cidades da região, e que hoje são grandes produtoras de laranjas .

 Diante da situação ,  foi solicitado o apoio da equipe de serviço da Policia Militar de Uraí, formada pelo SD. Celso e Lima, que prontamente se deslocaram para o endereço informado.

 No local os policiais realizaram a abordagem do veiculo que estava estacionado nos fundos do posto, e os fiscais puderam certificar que se tratava de aproximadamente 500 mudas de plantas proibidas para o plantio, cuja origem era desconhecida  e das espécies  hospedeiras da mosca negra , que é prejudicial aos laranjais. O proprietário foi autuado, e as mudas foram destruídas no local.

Em ato continuo por volta das 14:00hrs  a fiscalização transitava pela cidade de Uraí e observou que havia um vendedor de mudas da cidade de Cornélio Procópio, com um ponto de vendas na av. Brasil,  área central da cidade, com varias mudas de plantas também proibidas para o plantio.

 Novamente solicitaram o apoio da equipe da PM que deslocaram até o endereço e fizeram a abordagem do veiculo, e os fiscais  apreenderam mais 110 mudas, também o vendedor foi autuado e as plantas foram destruídas em um local deserto.

 ADAPAR prevê que a produção anual de laranja do Estado, que é de 18 milhões de caixas de 40,8 quilos cada, pode estar comprometida em 15% em apenas 12 meses, devido ao avanço da doença chamada de greening, ou HLB que é transmitido  através do inseto vetor que se hospeda em algumas espécies de plantas.

De acordo com engenheiro Agrônomo José Croce Filho, Fiscal de Defesa Agropecuária e coordenador do Programa Estadual de Sanidade da Citricultura na ADAPAR, o índice médio de infestação nos pomares do Noroeste do Paraná é de 2%.  O índice é o mesmo levantado na área de atuação  de Maringá, onde  já existem 12 mil hectares cultivados com laranjas, com a produção de 10 milhões de caixas anuais. A doença já foi registrada em 89 dos 155 municípios produtores de laranjas do Paraná, especialmente na faixa entre Umuarama, no Noroeste, e Cornélio Procópio, no Norte do Estado. Croce salienta que para cada planta comprovadamente doente, a estimativa é de que outras três estejam infectadas, embora não apresentem sintomas visíveis como folhas manchadas, ramos amarelados e frutos deformados, sintomas característicos da doença.

Alerta é total.

Fonte: ADAPAR

 


Entrevista Agente da ADAPAR

 


Entrevista Soldado Celso PM


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »