17/08/2013 às 18h38min - Atualizada em 17/08/2013 às 18h38min

Usuários de Uraí e Assaí que frequentemente passam pelo pedágio Jataizinho terão desconto de 50%

revelia.com.br

Moradores de Assaí e Urai que precisam passar com frequência pelo pedágio da rodovia BR 360, em Jataizinho, terão desconto de 50% no valor da tarifa.

O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira, 16 de agosto, em Londrina, durante reunião com os assaienses Leno Almeida, Darlan Araújo, Diego Viana, Alisson Forin, Marcos Libânio e Sérgio Maciel, e ainda com representantes de Urai, o  Leonildo Aparecido de Moraes, o Léo, Marcos Campos, José Alencar Neto, Alex Gomes e Leonardo da Farmácia..

Conforme entendimento com a concessionária, Econorte, comerciantes, profissionais de saúde, produtores rurais e demais pessoas de Assaí e Uraí que comprovarem a utilização do pedágio com frequência terão acesso àquele pedágio, ou seja, vão pagar R$ 6,90, os invés dos tradicionais R$ 13,80.

No caso de produtores rurais, podem ser cadastrados um caminhão e um segundo veículo utilitário ou de passeio.

Segundo os presentes à reunião de Londrina, a boa notícia não ficou determinado o número de pessoas a ser beneficiadas. Os interessados devem apenas comprovar a necessidade frequente de ir a Londrina, por exemplo.

Mais informações podem ser obtidas a partir de segunda-feira com o jovem Leno Almeida, no Foto Apolo, ou ainda com os demais integrantes da comissão que tem negociado com a Econorte, como Darlan Araújo, Diego Viana, Alisson Forin, Marcos Libânio e Sérgio Maciel.

Assaienses comentam sobre isenção de 50% no pedágio

O fotógrafo Leno Almeida e o ex-vereador Darlan Araújo, de Assaí, comentam sobre a isenção de 50% concedida pela concessionária Econorte para quem utiliza com freqüência a praça de pedágio de Jataizinho, na rodovia PR 369.

Interessados em contar com o benefício podem procurar o Foto Apolo, com Leno Almeida, onde há a relação de documentos a ser apresentados à concessionária que explora aquele posto de cobrança.

A seguir principais trechos da entrevista:

Revelia: Como vocês avaliam a proposta de isenção de 50% na praça de pedágio de Jataizinho?

Darlan Araújo: Foi uma grande conquista, porque Assaí nunca teve nada, e hoje os produtores rurais, os estudantes, as pessoas que trabalham em Londrina sendo contemplados com o beneficio também de ir até Londrina pagando 50% do valor da tarifa. Então foi de grande proveito, porque até hoje ninguém tinha feito nada. Agora a partir disso, foi o primeiro passo para a gente começar as conversações com o pedágio. Tivemos 4 reuniões, e daqui pra frente a gente vai se reunir direto, levando os problemas de Assaí, tentando resolver junto com o pessoal do pedágio. Eles nos receberam muito bem, e que estão abrindo as portas para a turma de Assaí.

Leno Almeida: O resultado é positivo, porque o intuito era beneficiar aquelas pessoas que frequentemente usam a praça de pedágio. A briga era para aquelas pessoas que usam constantemente o pedágio. A gente sabe que Londrina é um pólo regional. Então é essa dificuldade dos próprios comerciantes, e eu me incluo nessa categoria, para pagar um pedágio tão caro.  Então é de forma positiva que eu vejo, já que a briga era para isso mesmo, não para beneficiar um e outro, mas a maioria que usa freqüentemente para ir até Londrina.

Revelia: Moradores de Assaí e Uraí fizeram manifestação pedindo tarifa diferenciada no pedágio e conseguiram alguma coisa. Que lição se pode extrair dessa experiência?

Darlan Araújo: A lição que a gente sempre tem que correr atrás. Se a gente cruzar os braços, infelizmente o pedágio não vai vir aqui oferecer  para você, para mim, para alguém que está doente, o beneficio de pagar 50%. Eu , o Leno Almeida e outras pessoas corremos atrás, persistimos até que conseguimos essa tarifa mais reduzida para a turma de Assaí. Foi uma grande vitória. Para quem nunca teve nada, ter 50% é de uma grande vitória.

Leno Almeida: O protesto que a gente fez foi pacifico, ninguém quebrou nada. Participaram pessoas de bem, pessoas da igreja, e inclusive foi um pastor, e eu vi médico no protesto. Então então a gente não estava com brincadeira nem palhaçada. Mas a gente queria uma ajuda maior da imprensa de Assaí. Porém, infelizmente alguns meios de comunicação torcem a favor e outros torcem contra. Para essas pessoas que torcem contra, está ai a resposta que conseguimos a isenção de 50% para aqueles que usam a praça de pedágio frequentemente.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »