21/02/2013 às 17h54min - Atualizada em 21/02/2013 às 17h54min

Parque tecnológico do Norte do Paraná – Polo Cornelio Procópio

Conheça o projeto apresentado aos vereadores e Prefeito de Cornélio Procópio para a instalação do Parque Tecnológico, que pode significar um desenvolvimento promissor da região. A apresentação para implantação do projeto ocorreu na câmara municipal durante a reunião desta terça-feira (20).

rc1490.com

 

O PARQUE TECNOLÓGICO NORTE DO PARANA – POLO CORNÉLIO PROCÓPIO nasce em 17/08/2011 por uma iniciativa da UTFPR-CP em cumprir seu papel de agente promotor do Desenvolvimento Regional Sustentável, através do tripé ensino-pesquisa-extensão. É um empreendimento tecnológico com características estrategicamente planejadas, incluindo serviços tecnológicos e gestão de ciência, tecnologia e a inovação.
O empreendimento visa estimular o desenvolvimento científico e tecnológico da região, promovendo um ambiente adequado para a geração e atração de empresas que invistam em pesquisa, desenvolvimento e inovação (P&D&I) de produtos e processos inovadores.
A vocação do empreendimento está baseada em três pilares: (a) as Instituições de Ensino e Pesquisa – compreendendo a formação de recursos humanos altamente qualificados, a disponibilização de serviços tecnológicos e competências tecnológicas, (b) as demandas e gargalos tecnológicos empresariais da região de Cornélio Procópio e do Brasil, e (c) as tendências tecnológicas nacionais e internacionais do setor de Engenharia e Desenvolvimento Sustentável.

A definição da área de vocação do empreendimento tem forte vinculação com as competências estabelecidas na cidade, que é referência regional do setor de serviços em educação superior, através da presença de importantes centros de ensino e pesquisa nestas áreas. Nesse sentido aprovou-se e vem sendo trabalhado um plano estratégico em torno de um PARQUE multisetorial: Engenharia Biomédica e Biotecnológica, Agronegócio – agricultura de precisão e TIC – Tecnologia de Informação e Comunicação

São aproximadamente 8.000 alunos universitários: o total de estabelecimentos de ensino superior do município é de 07, sendo 02 públicos e 05 privados – sem contar os diversos institutos e escolas particulares – que disponibilizam aproximadamente 1.100 vagas em cursos técnicos profissionalizantes de curta duração. Dentre tais estabelecimentos, destaca-se a Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR Campus Cornélio Procópio, que atrai pessoas da região e do país em busca de cursos de excelência e qualidade na área de engenharia. Tem-se como parceiro importante neste projeto, também em destaque, a Universidade Estadual Norte do Paraná – UENP Câmpus Cornélio Procópio.

A cidade e região também contam com o atendimento e apoio do SEBRAE, FIEP, SENAC, SENAI, SESI e ACECP, importantes parceiros neste projeto.

A partir deste cenário, tendo como parceiros principais a Universidade Estadual do Norte do Paraná – UENP Campus Cornélio Procópio, a Associação Comercial e Empresarial de Cornélio Procópio – ACECP, O SEBRAE PR e a FIEP, elabora-se este projeto do Parque Tecnológico, que a partir de 17/08/2011 passam a constituir o COMITÊ DE EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO.
O COMITÊ tem por atribuição planejar ações conjuntas para a implantação do PARQUE, bem como estratégias de mudança da cultura regional para o empreendedorismo. São membros pioneiros do COMITÊ, representando suas entidades:
– Devanil Antonio Francisco
Diretor Geral da UTFPR-CP
– Rogério Akihide Ikegami
Diretor de Relações Empresariais e Comunitárias da UTFPR-CP
– Luiz César de Oliveira
Assessor da Direção de Relações Empresariais e Comunitárias da UTFPR-CP
Coordenador do Programa de Empreendedorismo e Inovação da UTFPR-CP
– Fatima Aparecida da Cruz Padoan
Diretora Geral da Universidade Estadual do Norte do Paraná – UENP-CP
– Bruno Ambrozio Galindo
Vice-Diretor da Universidade Estadual do Norte do Paraná – UENP-CP
– Celso Wanderlei Marin
Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cornélio Procópio – ACECP
– Marcos Pedroso de Oliveira
Vice Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cornélio Procópio – ACECP
– Simone Millan Shavarski
Consultora do SEBRAE PR
– Heverson Feliciano
Gerente Regional do SEBRAE Londrina Diretor Regional da FIEP – Federação das Indústrias do Estado do Paraná.

Secretário Municipal da Indústria, Comércio e Turismo de Bandeirantes PR
Como já explicitado, o foco principal das ações se inicia pelos alunos da UTFPR-CP como hóspedes do Hotel Tecnológico e posteriormente com Empresários Incubados, gerando emprego e renda na região. Com a graduação após o processo de Incubação, projeta-se no médio e longo prazo, criar condições favoráveis para que esses empresários e suas empresas permaneçam na região, ampliando assim a “rede de cooperação” e os “encadeamentos produtivos – linkages” (encadeamentos de consumo, produção e fiscal).

A criação desse Parque Tecnológico tem por objetivo ser agente promotor do desenvolvimento regional, incentivador de empresas e instituições a investirem no desenvolvimento sustentável de novos produtos e processos, atuando como interface entre mercado e tecnologia através de redes sociais de cooperação e conectando-se produtivamente, conforme modelo “ideal” esquematizado a seguir:

Uma sociedade saudável é aquela que mantêm múltiplas e variadas relações entre si. Através do Capital Social os atores podem obter acesso direto aos recursos econômicos (empréstimos, informação sobre investimentos, etc.); podem incrementar seu capital cultural graças ao contato com especialistas ou indivíduos informados, ou associar-se a instituições que outorgam credenciais com valoração (capital simbólico). Sendo assim, ao conceito de capital social soma-se a sua capacidade para resolver os dilemas que se apresentam na ação coletiva: confiança e cooperação. A confiança pessoal transforma-se em confiança social e encontra a resposta na formação de redes sociais e normas de reciprocidade entre os indivíduos e as empresas.
No médio e longo prazo objetiva-se, com o trabalho realizado pelo COMITÊ, chegar a uma rede de cooperação como a da figura a seguir, onde há formação constante de Capital Social e todos interagem em prol do “Desenvolvimento Regional”, inclusive complementando-se e criando “pontes” para que a pesquisa se torne inovação.

O projeto do PARQUE TECNOLÓGICO NORTE DO PARANÁ – POLO CORNÉLIO PROCÓPIO já é um processo totalmente inovador, pois começa em uma cidade relativamente pequena, com cerca de 46.000 habitantes, mas com uma formação de capital social intensa e também pelo formato físico que imprime a quebra de paradigmas: NÃO EXISTE UM ESPAÇO FÍSICO DELIMITADO.

Há um trabalho de consolidação do Capital Social e fixação na região como empreendedores, o que deve levar a região, no longo prazo, ao patamar de altamente desenvolvida do ponto de vista tecnológico, tornando-se referência nacional. Incumbência maior da UTFPR-CP, pois detém os cursos de engenharia com alta tecnologia agregada, essência do projeto, sem minimizar a importância e o papel dos parceiros nas ações, haja vista que em uma rede de cooperação não há uma instituição central.

Resumindo, as entidades já nominadas se comprometeram em participar no projeto por meio de Termos de Cooperação e a partir do segundo semestre de 2011 serão tomadas decisões e implantadas ações a fim de viabilizar a ideia principal com planejamento de curto, médio e longo prazo nas seguintes fronteiras:

- Disseminação da Cultura Empreendedora Regionalmente
- Integração Universidades – Empresas – Comunidade – Poder Público
- Organização da Comunicação Interna e Externa
- Políticas Públicas
- Inovação Tecnológica
- Juventude Empreendedora

Em suma o projeto tem o objetivo de contribuir com o desenvolvimento social e econômico de Cornélio Procópio e região através da promoção do incentivo à disseminação da cultura empreendedora, da articulação entre o Poder Público, Instituições de Ensino, Pesquisa e Extensão e o Segmento Empresarial, do desenvolvimento tecnológico e a inovação e da transformação de ideia sem negócios.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »