03/01/2013 às 16h55min - Atualizada em 03/01/2013 às 16h55min

Médico do Pronto Socorro da Santa Casa de Uraí é Acusado por Omissão de Socorro a uma Criança

Em Uraí

Dpt Jornalismo Rádio Milenium FM

 

Na madrugada desta  quinta feira por volta de 00:45 hora a  equipe de serviço da Policia Militar de Uraí, formada pelo soldado Bertolazo e Anderson, foi solicitada pela  Assistente Social do Município, Neude R. Francisco, que se encontrava na Santa Casa de Uraí, e passou a relatar que foi até ao Pronto Socorro por volta das 00:10 horas levar uma criança da Casa Lar que estava passando mal.   

         No local foi solicitado o atendimento médico, que de imediato as enfermeiras informaram o caso ao  plantonista o Dr. Eduardo Figueiredo, que encontrava sozinho em sua sala, pois ao ser chamado por diversas vezes pelas enfermeiras e também pela solicitante, foi aparecer após uns trinta minutos para prestar o atendimento, e sem examinar a criança e resmungando muito disse a seguinte frase: “isso não é hora de trazer ninguém para consulta.  A consulta se faz durante o dia” e em seguida deu o diagnostico, que a criança não tinha nada, liberando a paciente sem receitar qualquer remédio ou mesmo fazer qualquer recomendação.

        Em seguida a solicitante saiu com  a criança que continuava a passar mal com muitas dores, e ao chegar na casa lar começou a dar vômitos e a desfalecer. Diante da situação a menor foi levada novamente ao Pronto Socorro da  Santa Casa, onde foi solicitado o apoio da Policia Militar e somente assim ela foi atendida pelo referido medico.   Figueiredo informou aos policiais  que já tinha medicado a paciente, e que a solicitante estaria ali somente para fazer tumulto. Diante do quadro clinico que a criança apresentava o medico prescreveu os medicamentos e pediu para uma enfermeira aplicar os procedimentos prescrito.

        Indagado por um policial sobre o motivo do mau atendimento, este retrucou dizendo;  que o  serviço dos policiais seria patrulhar as ruas e não ficar ali no hospital, e que era pra eles cuidar dos seus serviços,  porque dos serviço dele ele cuidaria. Diante dos fatos o Dr. Eduardo Garcia Figueiredo foi advertido, e a solicitante foi orientada aos procedimentos cabíveis ao fato, onde foi confeccionado o Boletim de Ocorrência nº 2013/5908.     

O departamento de Jornalismo da Radio Milenium Fm  tentou falar com o Dr. Eduardo Figueiredo, mas até o momento do fechamento desta matéria, não obtivemos um retorno da sua versão para o fato.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »