22/03/2012 às 11h53min - Atualizada em 22/03/2012 às 12h02min

AVÓ ACUSA SANTA CASA DE URAI POR QUEBRAR O BRAÇO DO NETO NO PARTO

Uraí - Paraná

Radio Milenium

 

Na data de 20 de Março, a Sra. Jucilene de Souza nos relatou que a sua filha Karen Patrícia de Souza Felix, de 23 anos, que estava grávida e  o médico que a acompanhou nos exames de pré natal descreveu que o bebe era grande e gordo conforme o exame realizado de ultra-sonografia. Diante deste diagnostico, a senhora Jucilene foi em busca de conseguir um parto de cesariana para a filha, mas não conseguiu. No dia 15 de março Karen começou a sentir as dores do parto, sendo então levada para a Santa Casa de Uraí, onde somente uma enfermeira acompanhou  para a sala de parto, e, como a bebe era grande, dificultou sua saída do ventre materno, agravando a situação. Diante desta situação a enfermeira gritou pelos colegas que foram ajudar, sendo um enfermeiro e uma enfermeira. Ante esta situação uma manobra fora realizada para retirar a criança, contudo, acabaram machucando a então gestante Karen e conseqüentemente quebraram o braço do bebê. Jucilene, só ficou sabendo que tinham quebrado o braço do netinho muito tempo depois do parto e alega que a Santa Casa de Uraí não prestou a devida assistência para a mãe e para seu filho. Contou ainda que quando levaram o bebe no quarto junto com a mãe ele estava com a tala de imobilização no braço errado, e que teve de sair em peregrinação atrás de ajuda porque o bebe chorava muito e estava com muita dor, pois já fazia quatro dias que ele estava sem os cuidados de um especialista. Orientada a registrar um boletim de ocorrência, deslocou-se até a Delegacia de Policia Civil, registrando o acontecido. No entanto, encontrou uma funcionaria da DP, Juliana Matta, que sensibilizada com a aflição da avó, imediatamente entrou em contato com o Secretario de Saúde do município pedindo ajuda para o bebe, sendo que este relatou que só poderia conseguir uma consulta com especialista em um prazo de dois dias. Como o bebe chorava muito, Juliana, num ato de solidariedade, resolveu sozinha amparar a criança, acionando seus familiares que encaminharam o recém nascido para um especialista na cidade de Cornélio Procópio, obtendo todos os cuidados necessários e os devidos procedimentos médicos para atenuar o sofrimento do bebê. Fora diagnosticada uma fratura no braço do recém nato, que após iniciar o tratamento se recupera bem aos cuidados da mãe e da avó. Procurados os representantes da Santa Casa de Uraí para comentarem o fato, até o fechamento desta matéria, não se pronunciaram a respeito do acontecido.
 
A diretoria da Santa Casa informa: Ficamos muito tristes com o acontecido com o bebe, e prometemos que vamos  instaurar um processo administrativo para apurar o caso, lamentamos profundamente mas não temos culpa do fato, pois pagamos os profissionais para estar presentes e também para prestarem o melhor serviço, pois usamos recursos públicos do município e federal (SUS), com certeza a diretoria irá dar uma resposta a este caso lamentável, infelizmente não podemos estar presentes em todos os momentos na entidade, pois doamos o pouco de tempo que  temos para a instituição, e que sempre estamos fazendo o possível para que a entidade esteja de portas aberta,  estaremos reunidos para tomar as devidas e necessárias providencias para apurar este fato e evitar que outros venham a acontecer

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »