02/03/2012 às 12h34min - Atualizada em 02/03/2012 às 15h22min

DENUNCIAS CONTRA VEREADORES DE URAI.

Da Redação - RM.

 

DENUNCIAS CONTRA VEREADORES DE URAI

 

Ontem, dia 01 de março de 2012,  em uma sessão tensa na câmara de vereadores de Uraí, onde os vereadores tiveram que votar  na abertura de uma  CP (Comissão Processante)  referente ao  requerimento protocolado pelo prefeito municipal de Uraí, Almir Fernandes de Oliveira, que denunciou atos de improbidades administrativas contra três vereadores do município.

Primeiro requerimento a ser votado foi a denúncia contra o vereador Jorge Nosso, por supostamente ter recebido diretamente dos cofres do município valores relativos á compra de veneno de uso agrícola, cerca de R$120,00 (cento e vinte reais). Nosso teve de deixar a cadeira de vereador assumindo em seu lugar o suplente Bruno Miranda, que após a apuração da votação que foi secreta, fora arquivada a denuncia contra o vereador por 7 votos a 2. Em seguida o vereador retomou o seu lugar na mesa.

O segundo requerimento foi contra o vereador Leonildo Aparecido de Moraes (Leo do Som), por supostamente ter recebido indevidamente valores dos cofres do municipio, cerca de R$1.100,00(mil e cem reais), em nome de uma empresa situada em Jataizinho. Moraes também teve que deixar a cadeira de vereador assumindo o suplente Walter Francisco Laureano, que também após a apuração dos votos foi arquivada a denuncia por 6 votos contra 3, logo em seguida o vereador  voltou para a mesa.

O terceiro requerimento, tratava-se de denuncia por atos de improbidade contra o Presidente da casa o vereador Altair Murilho, que supostamente teria recebidos valores diretamente dos cofres públicos em nome de empresa de construção civil. Murilho teve de deixar a cadeira sendo substituído pelo suplente Dionisio dos Reis e também o cargo de presidente da câmara, sendo substituído pelo vice Gilmar Pulcineli que conduziu o final da votação. Apurados os votos, pela contagem de 6 votos contra 3, ficou aprovada a formação da Comissão Processante para apurar as supostas irregularidades denunciadas pelo Prefeito Municipal contra o vereador e presidente da câmara Altair Murilho. A (CP) Comissão Processante foi formada por sorteio e ficou definida como presidente vereador Angelo Tarantini Filho, relator vereador Claudinei dos  Reis (Sargento Reis) e secretário Jorge Nosso que tem a responsabilidade de apurar a denuncia apresentada pelo prefeito.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »