22/02/2012 às 12h32min - Atualizada em 22/02/2012 às 12h44min

Cantor sertanejo morre eletrocutado durante show no Rio Grande do Sul

Fatalidade

 O cantor Enio Knak Júnior, de 28 anos, morreu atingido por uma descarga elétrica durante festa de carnaval num clube de Santo Ângelo, no noroeste do Rio Grande do Sul, na madrugada deste domingo. 

Durante o show, ele se encostou em uma estrutura metálica que estava energizada. O artista chegou a ser levado a um hospital, mas não resistiu às consequências do choque. Enio era parceiro de um irmão na dupla sertaneja Junior e Marcel, de Santa Cruz do Sul, no centro do Estado. Os dois estavam contratados para animar bailes de carnaval em Santo Ângelo. A polícia fechou o clube para a perícia apurar as causas da descarga elétrica. 
 
Informações: www.estadao.com.br
Continuação...
Reaberto clube onde cantor morreu eletrocutado em Santo Ângelo
Perícia apontou que a toda a estrutura metálica estava energizada, mas isentou a administração da casa
Depois de encerrado o trabalho da perícia, na tarde desta terça-feira, o Clube Gaúcho, em Santo Ângelo, recebeu aval para reabrir ao público. No local, o cantor sertanejo Enio Knak Junior, de 28 anos, morreu eletrocutado, durante um baile de Carnaval, no domingo. O delegado responsável pelo caso, Rogério Junges, isentou de culpa a administração do estabelecimento. Um engenheiro elétrico do Instituto Geral de Perícias (IGP) constatou que toda a estrutura metálica montada para a sustentação da iluminação do show estava energizada com 219 volts. O ponto de aterramento da corrente ficava em uma escada que dava acesso ao mezanino, segundo Junges. Ele suspeita que, para ser eletrocutado, o cantor tenha encostado, ao mesmo tempo, no suporte de palco e na escada.
 
Conforme os integrantes da banda que acompanhava Junior, eles próprios montavam os equipamentos e a estrutura elétrica, não havendo um técnico contratado para o serviço. A Polícia deve seguir colhendo depoimentos a fim de verificar se há alguém que possa ser responsabilizado pelo ocorrido. O delegado admite que é possível encerrar o inquérito sem que seja apontado nenhum culpado.
 
O músico, natural de Santa Cruz do Sul, se apresentava com o irmão Marcel, com quem formava uma dupla sertaneja, na festa de Carnaval do clube, quando recebeu a descarga elétrica, na madrugada de domingo. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital.
 
Informações: www.radioguaiba.com.br
Imagem: Google.com

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »