16/01/2012 às 07h36min - Atualizada em 16/01/2012 às 07h39min

Sexto corpo é encontrado dentro de navio que naufragou na Itália

Vítima era um homem e usava colete salva-vidas; identidade ainda não foi revelada

http://noticias.r7.com

Bombeiros encontraram, durante a madrugada desta segunda-feira (16), mais um corpo dentro do navio que naufragou na Itália. Com essa, chega a seis o número de vítimas fatais no acidente com o cruzeiro.

De acordo com a agência de notícias Ansa, a vítima é um homem, que usava colete salva-vidas e era um passageiro do cruzeiro. Ele ainda não foi identificado. 

O cruzeiro naufragou na noite de sexta-feira (13). O navio de cruzeiro de quase 300 m naufragou depois de bater em uma rocha junto à ilha italiana de Giglio, com 4.229 pessoas a bordo, sendo 3.200 turistas de 60 nacionalidades e mais de mil membros da tripulação.

A empresa Costa Crociere, proprietária do navio, admitiu neste domingo (16) que o comandante "cometeu erros de julgamento" e "não observou os procedimentos" para situações de emergência. 

Em comunicado, a empresa confirmou que o capitão do navio, Franceso Schettino, foi preso e disse colaborar com a Justiça italiana. Ele é acusado de homicídio culposo pela morte de ao menos cinco pessoas no naufrágio por supostamente ter "ignorado" os procedimentos de segurança.

Em seu comunicado, a Costa Crociere destaca que Schettino, que entrou na companhia em 2002, como responsável de segurança, foi promovido a comandante em 2006, após concluir com sucesso todos os cursos de formação.

 

A companhia afirma ainda que os membros da tripulação "realizam exercícios de evacuação a cada duas semanas" e que os "passageiros participam igualmente de um exercício" de abandono de navio logo após o embarque.

Ministro italiano diz que acidente foi "enorme erro humano"

O ministro italiano da Defesa, Giampaolo Di Paola, declarou neste domingo, em entrevista à emissora de TV Rai Tre, que o naufrágio do navio Costa Concordia foi "um enorme erro humano que teve consequências dramáticas, infelizmente".

Por sua vez, o procurador-chefe de Grosseto, Francesco Verusio, reiterou que "a caixa-preta vai nos dizer sobre as manobras que foram feitas pelo navio antes do acidente e imediatamente após" e o resultado de sua análise deve ficar pronto em "par de dias".

O promotor de Grosseto, Francesco Verusio, confirmou neste domingo que o comandante Schettino abandonou o barco "muito antes de que todos os passageiros fossem retirados", e acrescentou que "a trajetória seguida pelo navio de cruzeiro não era boa".


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »