20/12/2011 às 07h55min - Atualizada em 20/12/2011 às 07h55min

Aprovado salário de R$ 12 mil para vereadores em Londrina

Aumento de 109% teve amparo legal e passa a valer a partir de 2013. Salário do prefeito também sobe e fica próximo dos R$ 20 mil

Bonde News
A Câmara de Vereadores de Londrina aprovou, durante sessão extraordinária desta segunda-feira (19), um substitutivo ao projeto  de lei número 509/2011, que trata do aumento de salário dos 19 parlamentares. Segundo matéria, o salário do parlamentar, atualmente de R$ 5.724,00, será elevado para R$ 12 mil. A iniciativa foi aprovada em primeira discussão e deve voltar a ser discutida, em segundo turno, na sessão desta terça-feira (20) do Legislativo.

Além de aumentar o salário do vereador, o substitutivo eleva o vencimento do presidente da Câmara, de R$ 7.632,00 mensais para R$ 15 mil.

A matéria trata, ainda, dos salários do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais. Caso seja aprovado em segunda discussão, o projeto vai aumentar o salário do chefe do Executivo de R$ 13.865,28 para R$ 19.911,00; o do vice de R$ 5.199,48 para R$ 7.404,00; e o vencimento dos secretários municipais de R$ 6.499,35 para R$ 12 mil.

Por lei, os vereadores têm direito ao aumento na remuneração. A questão legal justifica o projeto de lei, que prevê a elevação, de autoria de grande parte dos parlamentates. Em entrevista pela manhã, o presidente do Legislativo, vereador Gerson Araújo (PSDB), defendeu a proposta. "Há necessidade de um reajuste, isso é fatal. Estamos sem reajuste há 12 anos."

O projeto foi votado e aprovado, nesta segunda-feira, após suspensão dos trabalhos, por 15 minutos, para a formulação do substitutivo. A iniciativa foi aprovada sem discussão. Nenhum vereador se utilizou do plenário para defender ou criticar o projeto. Após a aprovação, a sessão foi suspensa novamente, para nova reunião na Sala da Presidência.

Se aprovado em segundo turno, o aumento no salário dos vereadores passa a valer a partir da próxima Legislatura, que tem início em janeiro de 2013. Pela lei, os atuais parlamentares não podem legislar por causa própria. Já os vencimentos do prefeito, vice e secretários serão elevados no início do próximo ano, após a sanção da matéria.

Veja como os vereadores votaram:

SIM

Gérson Araújo (PSDB)

Ivo de Bassi (PTB)

Jacks Dias (PT)

Jairo Tamura (PSB)

Joel Garcia (PP)

José Roque Neto (PR)

Márcio Almeida (PSDB)

Pastor Renato Lemes (PP)

Roberto da Farmácia do Vivi (PTC)

Roberto Kanashiro (PSDB)

Rodrigo Gouvêa (PTC)

Rony Alves (PTB)

Sandra Graça (PP)

Sebastião dos Metalúrgicos (PDT)

Tito Valle (PMDB)

NÃO

Lenir de Assis (PT)

Marcelo Belinati (PP)

Roberto Fu (PDT)

ABSTENÇÃO

Eloir Valença (PT)
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »