14/12/2011 às 09h36min - Atualizada em 14/12/2011 às 09h36min

Delegada de Ourinhos confirma que adolescente teria instigado o assassinato da estudante Camila Machado

www.anuncifacil.com.br

A delegada de Investigações Gerais de Ourinhos (SP), Ana Rute Castro Bertolaso, confirmou, na manhã desta terça-feira (13), que o adolescente de 14 anos teria sido o responsável pela morte da estudante de Odontologia, Camila Mozer Pires Machado, 20 anos, ao instigar o namorado de sua mãe a matar os jovens.


O crime aconteceu na madrugada do último domingo (11), quando Camila, que fazia Odontologia no Cesumar em Maringá (96 km de Londrina), e o namorado, Murilo Macedo Lima, 19 anos, estavam em um Ecosport no município de Ourinhos. Ao pararem para a compra de uma água, foram abordados por Carlos Mendes da Silva Neto, 30 anos, Vanuza da Silva Trentini, 35, e seu filho de 14 anos.


Os jovens foram levados para uma estrada secundária, próxima um canavial, em Cambará (134 km de Londrina). Nesse momento, o que era para ser um roubo, tornou-se um latrocínio. Segundo o relato de Murilo, o adolescente teria instigado Carlos a atirar. "Ele teria dito frases como 'atira então que eu quero ver', duvidando da coragem do homem. Matar foi uma consequência do roubo", explicou a delegada.


Segundo Ana Rute, Murilo foi o primeiro a ser baleado, com um tiro que perfurou o braço e as costelas. Provavelmente, o jovem desmaiou por um breve espaço de tempo em que achou ter morrido, mas ao ouvir o tiro contra Camila descobriu que estava vivo. Os ladrões roubaram os sapatos dos jovens, bijuterias da estudante, documentos, celulares e o carro.


Após a fuga dos criminosos, Murilo só conseguiu se soltar das cordas, pois estava sem o tênis, que havia sido roubado, e pôde liberar os pés. Ele conseguiu sentir o momento em que a namorada morreu, pois ela parou de se mexer. O jovem arrastou-se cerca de 50 metros, amarrado ao corpo de Camila, até conseguir escapar e pedir ajuda.


Os criminosos


A polícia acredita que o trio esteja escondido no Paraná, onde Vanuza tem família e morou antes de ir para Ourinhos. No interior paulista, ela morava na casa de Carlos, com que namora há poucos meses. O adolescente completou 14 anos no último mês e acompanhou a mãe na mudança de cidade.


O garoto já possui passagens pelo crime de tráfico e seria usuário de crack. Já Carlos, conhecido como Netinho, o responsável pelos disparos, já foi indiciado por furto qualificado.


A polícia acredita que Vanuza não demore a voltar para Ourinhos, pois na cidade ainda mora sua filha de sete anos, que vive com uma prima.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »